Rosberg atribui derrota no México a fatores "atípicos"

Nico Rosberg crê que não há um padrão em mudanças no nível de desempenho entre ele e Lewis Hamilton, dizendo que derrota no México aconteceu por circunstâncias fora do comum

Rosberg atribui derrota no México a fatores "atípicos"
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and Nico Rosberg, Mercedes AMG F1
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 and Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
(L to R): Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 and Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in the FIA Press Conference
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrate with the team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid and Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid on the grid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid

A duas corridas do fim da temporada 2016 da Fórmula 1, Nico Rosberg possui uma vantagem de 19 pontos sobre Lewis Hamilton e depende apenas dele mesmo para conquistar o título - uma simples vitória no GP do Brasil, por exemplo, permite ao alemão ser campeão antecipadamente.

Entretanto, Hamilton venceu os GPs dos Estados Unidos e do México, virando novamente a relação de forças dentro da Mercedes, após uma sequência de vitórias de Rosberg. O germânico, porém, atribui a derrota no México a uma combinação de fatores fora do comum.

“Não há um padrão. A corrida no México teve um cenário atípico, pois os pneus não se aqueciam durante todo o final de semana e o carro estava arisco, algo que raramente acontece", disse.

Ciente de que a vitória em Interlagos é suficiente para a conquista do título, Rosberg insiste que não está pensando no cenário como um todo - terminar em segundo no Brasil e em Abu Dhabi também garante a taça para o alemão - mas na preparação para cada corrida.

“É bom estar nesta situação, mas não mudei minha abordagem. Pensar em uma corrida de cada vez é o que me parece mais apropriado, é como consigo desempenhar melhor meu papel. Há duas corridas pela frente e tudo pode acontecer. Então por que gastar energia com algo assim? Eu apenas foco no momento", afirmou.

"Vou para a vitória no Brasil", completou.

compartilhar
comentários
Ericsson crê que "mais provável" é seguir na Sauber em 2017

Artigo anterior

Ericsson crê que "mais provável" é seguir na Sauber em 2017

Próximo artigo

Verstappen pede que F1 repense regras durante inverno

Verstappen pede que F1 repense regras durante inverno
Carregar comentários