Rosberg: derrota nos EUA em 2015 foi estímulo para título

Piloto alemão diz que erro que lhe custou vitória em Austin e deu a Hamilton tri no ano passado foi início de mudança

Rosberg: derrota nos EUA em 2015 foi estímulo para título
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrates his World Championship with the team
The podium: second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrates his World Championship with race winner and team mate Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrates his World Championship in parc ferme
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrates his World Championship on the podium
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 celebrates his World Championship with wife Vivian Rosberg and mother Sina Rosberg

Campeão pela primeira vez neste último final de semana, Nico Rosberg identificou após a prova onde sua arrancada para vencer o mundial deste ano iniciou. O alemão relembrou o GP dos EUA do ano passado, quando vinha na frente nas últimas voltas e errou. Sua saída de pista deu o título de 2015 a Hamilton com três corridas de antecedência.

Depois de se chatear com o erro cometido, Nico se concentrou mais e venceu as sete provas seguidas (três no ano passado e quatro neste ano), que foram o trampolim para seu primeiro título mundial, conquistado neste último domingo em Abu Dhabi.

"Austin foi uma experiência horrível para mim", Rosberg admitiu.

"Passei dois dias sozinho pensando e disse para mim que nunca mais gostaria de viver aquilo de novo. Depois ganhei as próximas sete corridas, então com certeza foi um grande momento para mim e um dos momentos-chave para estar aqui hoje."

Rosberg também falou da batalha com Hamilton que teve durante toda sua carreira de piloto. Segundo ele, parecia que o inglês sempre acabava vencendo.

"Parece que estive correndo com ele desde sempre e sempre ele conseguia me derrotar pelo título, mesmo quando éramos pequenos nos karts", disse Rosberg.

"Ele é um piloto incrível e, claro, um dos melhores da história. Por isso é incrivelmente especial vencê-lo, porque o nível é muito alto e isso faz com que tudo seja muito mais satisfatório para mim. Vencer o campeonato mundial dele é uma sensação fenomenal."

"Tem sido um grande ano também. Com certeza ele guiou em um nível extremamente alto e fez algumas corridas incríveis. Ele foi um competidor muito difícil. Cinco pontos, isso inacreditável. E com o mesmo carro.”

compartilhar
comentários
Wolff cobra Hamilton: "regras devem ser obedecidas"

Artigo anterior

Wolff cobra Hamilton: "regras devem ser obedecidas"

Próximo artigo

Mercedes repete escrita da McLaren nos anos de Senna e Prost

Mercedes repete escrita da McLaren nos anos de Senna e Prost
Carregar comentários