Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
48 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
55 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
69 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
83 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
97 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
104 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
118 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
132 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
139 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
160 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
174 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
188 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
216 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
223 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
237 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
244 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
258 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
272 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
279 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
293 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
307 dias

Ross Brawn diz que "não será fácil" reconstruir confiança de Vettel

compartilhar
comentários
Ross Brawn diz que "não será fácil" reconstruir confiança de Vettel
Por:
Traduzido por: Vital Neto
11 de set de 2019 13:08

Para Ross Brawn, é essencial que equipe priorize recuperação de Vettel para 2020

Ex-chefe de equipe da Ferrari, Ross Brawn acredita que seja “essencial” que a equipe busque reconstruir a confiança de Sebastian Vettel para a próxima temporada da Fórmula 1. A declaração vem após os erros do alemão no GP da Itália, vencido por seu companheiro, Charles Leclerc.

Leia também:

Vettel rodou sozinho na curva Ascari logo no início da prova em Monza e em seguida foi punido por voltar à pista de forma insegura e colidir no carro de Lance Stroll. Com a penalidade, o tetracampeão está a três pontos de receber uma suspensão. Se acontecer, ele teria que ficar de fora de uma etapa da F1.

O alemão também está sob pressão para manter sua reputação como líder dentro da Ferrari, depois de seu companheiro ter conquistado duas vitórias consecutivas, na Bélgica e na Itália.

“Vettel é claramente um dos gigantes do nosso esporte, mas neste momento difícil ele realmente precisa de apoio do time para reconquistar a confiança que parece ter perdido”, disse o agora diretor esportivo da F1 Brawn.

“Isso, aliado ao desenvolvimento do carro, precisam ser as prioridades de Mattia Binotto nas próximas semanas. Não será fácil, mas é essencial, especialmente para 2020.”.

Brawn suspeitou que Vettel se sentiu “deixado para trás” após a farsa do treino classificatório no sábado, quando Leclerc abandonou o pacto acordado de dar vácuo a Vettel porque todos os pilotos estavam atrasando uns aos outros na pista para evitarem favorecer os rivais.

“No entanto, o que aconteceu na corrida foi culpa exclusiva de Vettel”, disse Brawn. “Ele cometeu dois erros na sétima volta, ao rodar e ao acertar Stroll. Isso fica ainda pior se comparado a vitória dupla de Leclerc em Spa e Monza”.

“É inevitável o fato de que não importa quem seja o piloto e de quantas coisas boas tenha feito no time, seu primeiro rival é o companheiro de equipe”.

“Até certo ponto, Sebastian está experimentando o mesmo que sentiu na Red Bull em seu último ano lá, em 2014, quando ele se viu lutando contra Daniel Ricciardo, um novato muito forte em corridas”.

A pilotagem de Leclerc foi examinada no domingo por conta de duas manobras para se defender de Hamilton. Mas Brawn elogiou o jovem de 21 anos e disse que a corrida o lembrou do GP da Itália de 2003, quando Michael Schumacher e Juan Pablo Montoya lutaram pela vitória.

“O homem da Ferrari não baixou a guarda e foi ao limite do que as regras permitem, como grandes campeões sempre devem fazer”, disse Brawn sobre o monegasco. “De fato, Leclerc foi muito astuto na forma como lidou com a situação naquela classificação bizarra no sábado”.

“Após sua vitória em Spa na semana anterior, Charles teve um fim de semana incrível. O que mais impressiona nele é quão rápido ele aprende a partir de tudo que faz, melhora o tempo todo, como piloto e como homem”.

Brawn também disse que o jovem piloto da Ferrari está mostrando sinais que lembram o heptacampeão mundial Schumacher, após vencer Spa e Monza consecutivamente.

“A último homem da equipe a vencer nessas duas corridas foi Michael em 1996. Talvez a história esteja começando a se repetir”.

Vettel acumula erros na Ferrari

Alemão chegou badalado à equipe italiana e logo nas suas primeiras corridas conseguiu mostrar que havia chegado para liderar o retorno ao topo da F1. No entanto, os erros e oscilações em sua performance foram determinantes em alguns momentos chave que podem ter custado a chance de lutar pelo título, sobretudo em 2018. Fizemos uma galeria com os erros mais bizarros do tetracampeão nos últimos anos. Confira:

Galeria
Lista

GP de Singapura, 2017

GP de Singapura, 2017
1/10

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Vettel largou na pole, mas toda a vantagem foi por água abaixo: logo no salto iniciou, o alemão espremeu a Red Bull de Max Verstappen, que também via a Ferrari de Kimi Raikkonen por fora. Batida tripla que beneficiou Lewis Hamilton, da Mercedes.

GP da França, 2018

GP da França, 2018
2/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Tentando superar a Mercedes de Valtteri Bottas na largada, o alemão encheu a traseira do finlandês na primeira curva, destruiu sua asa dianteira e teve que ir aos pits. Saindo em terceiro, ele chegou em quarto no dia de mais uma vitória de Hamilton.

GP da Alemanha, 2018

GP da Alemanha, 2018
3/10

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Com uma boa vantagem à frente, Vettel foi vítima de uma garoa que caia no circuito de Hockenheim. Ele acabou errando e bateu contra a barreira. Com o safety car, Hamilton – que largara em 14º após problema mecânico na classificação – viu Bottas e Kimi indo para os pits e ficou na pista. O inglês assumiu a liderança e venceu.

GP da Itália, 2018

GP da Itália, 2018
4/10

Foto de: Manuel Goria / Motorsport Images

Após atacar Raikkonen sem sucesso na primeira chicane da corrida, Vettel foi atacado por Hamilton chegando na segunda chicane. Por dentro, o alemão arriscou frear tarde para se defender, mas bateu no carro do rival e acabou rodando. Vettel, que tinha provavelmente o melhor conjunto para a pista de Monza, chegou apenas em quarto na vitória de Hamilton.

GP do Japão, 2018

GP do Japão, 2018
5/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Saindo de nono após um erro da Ferrari na classificação, Vettel arriscou uma ultrapassagem em Verstappen no início da corrida na curva Spoon, tocou com o holandês e rodou. Ele só pôde ser o sexto em mais uma vitória de Hamilton.

GP dos EUA, 2018

GP dos EUA, 2018
6/10

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

Saindo de quinto, o alemão foi para cima de Daniel Ricciardo na primeira volta, arriscou em uma freada e novamente rodou. Depois de cair diversas posições, subiu para quarto evitando o título de Hamilton, terceiro. Mas Lewis foi campeão na prova seguinte.

GP do Bahrein, 2019

GP do Bahrein, 2019
7/10

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Depois de superar o parceiro Leclerc na largada pela liderança, ele viu o monegasco dando o troco após algumas voltas. Em seguida, Sebastian começou seu duelo com Hamilton. Ele foi atacado pelo britânico depois de sua segunda parada. Tentando se manter à frente de Lewis, errou e acabou rodando. Ovalizando os pneus, acabou perdendo a asa após voltar à pista. Vettel ficou em quinto.

GP do Canadá, 2019

GP do Canadá, 2019
8/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Neste caso, Vettel não pagou mico, mas se prejudicou. Em batalha com Hamilton pela vitória, o alemão escapou na chicane de Montreal e acabou fechando o rival quando retornou à pista. Vettel venceu, mas tomou controversa punição de 5 segundos no tempo de prova e caiu para segundo.

GP da Grã-Bretanha, 2019

GP da Grã-Bretanha, 2019
9/10

Foto de: Hasan Bratic / Motorsport Images

O circuito de Silverstone foi palco para o penúltimo erro crasso de Vettel na F1. Em briga com Verstappen, o alemão encheu a traseira da Red Bull e acabou caindo para o fim do grid. O tetracampeão terminou a prova da Inglaterra em penúltimo.

GP da Itália, 2019

GP da Itália, 2019
10/10

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

A corrida de Monza marcou a última pataquada de Vettel. O alemão rodou no começo da prova e cometeu barbeiragem ainda maior na volta à pista: fechou a Racing Point de Lance Stroll, colidindo com o canadense e prejudicando ambos. Já Leclerc venceu.

Próximo artigo
F1: 7 dos 10 pilotos mais bem colocados em 2019 já foram de Red Bull ou Toro Rosso

Artigo anterior

F1: 7 dos 10 pilotos mais bem colocados em 2019 já foram de Red Bull ou Toro Rosso

Próximo artigo

Hamilton diz querer mais batalhas contra rivais: "Será fantástico"

Hamilton diz querer mais batalhas contra rivais: "Será fantástico"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel Compre Agora
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Scott Mitchell