Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Permanência de Silverstone na F1 é ameaçada por rumores de corrida em Londres

compartilhar
comentários
Permanência de Silverstone na F1 é ameaçada por rumores de corrida em Londres
Por:
3 de jul de 2019 14:02

Lendário circuito negocia novo acordo para ficar na categoria, mas capital inglesa pode ser a nova sede do GP da Grã-Bretanha

O contrato do circuito de Silverstone com a Fórmula 1 está se aproximando do fim. Enquanto um novo acordo está em negociação, cresce o apoio dos proprietários da F1 à realização de uma prova em Londres. No entanto, não está claro se a proposta é para a substituição da sede do GP da Grã-Bretanha ou se seria possível a realização de duas provas no país.

Leia também:

A ideia sempre foi explorada no molde de duas provas na Inglaterra e foi sugerida pelo diretor esportivo da F1, Ross Brawn. O britânico disse que a proposta seria “não para Londres, mas para a Grande Londres”, deixando claro que a corrida poderia ser realizada nas cidades que compõem a região metropolitana da capital.

Silverstone está se preparando para receber sua última corrida do contrato atual depois de acionar uma cláusula de rescisão e quebrar o acordo que possuía com a F1, buscando evitar o pagamento das elevadas taxas de anfitrião, consideradas insustentáveis pelos organizadores da prova.

Embora um GP na capital inglesa seja improvável por algum tempo, o crescimento da ideia representa uma ameaça para Silverstone, situado a apenas duas horas do centro de Londres. O receio é que a proximidade de localização e de calendário entre as eventuais duas provas na Inglaterra possam prejudicar a audiência.

Enquanto as conversas sobre uma corrida em Londres estão acontecendo, o diretor do circuito de Silverstone, Stuart Pringle, disse à BBC que os promotores da F1 admitiram que têm o desejo de levar a categoria para Londres.

“Esta é uma grande mudança porque é diferente dos arranjos prévios e a Grã-Bretanha não é uma grande ilha. Temos uma preocupação comercial,” disse Pringle.

Recentemente, o circuito tem tentado atrair outros eventos para se tornar menos dependente da F1 comercialmente. Isto inclui a MotoGP e um novo acordo para receber o mundial de rallycross. Além disso, os administradores também estão buscando componentes que não estão diretamente relacionados com o automobilismo, como uma nova marca de hotéis.

Na última semana, Lewis Hamilton disse que uma corrida em Londres seria “fantástica’’ e que “não seria ruim ter duas corridas no Reino Unido”. No entanto o piloto da Mercedes deixou claro que é importante manter Silverstone na F1.

“O Reino Unido está realmente entre os pilares desse esporte. Se você começarem a remover as corridas lendárias e ficar apenas com as novas, perderemos toda a história e toda a cultura da F1”, disse Hamilton.

“Eu definitivamente acredito que eles vão manter a F1 no país, particularmente em Silverstone. É uma pista incrível, um lugar incrível. É um dos melhores públicos da temporada inteira. Você não pode virar as costas para isso”, concluiu o pentacampeão.

Próximo artigo
Alonso elogia a McLaren, mas nega retorno ao grid da Fórmula 1

Artigo anterior

Alonso elogia a McLaren, mas nega retorno ao grid da Fórmula 1

Próximo artigo

Diretor de engenharia, Pat Fry deixa McLaren e pode ir para Williams

Diretor de engenharia, Pat Fry deixa McLaren e pode ir para Williams
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell