Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
60 dias
06 mai
Próximo evento em
102 dias
20 mai
Próximo evento em
116 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
130 dias
10 jun
Próximo evento em
137 dias
24 jun
Próximo evento em
151 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
158 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
172 dias
29 jul
Próximo evento em
186 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
214 dias
02 set
Próximo evento em
221 dias
09 set
Próximo evento em
228 dias
23 set
Próximo evento em
242 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
249 dias
07 out
Próximo evento em
256 dias
21 out
Próximo evento em
270 dias
28 out
Próximo evento em
277 dias
05 nov
Próximo evento em
285 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
298 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
313 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
322 dias

Sirotkin: Otimismo para 2019 fez com que saída da Williams fosse “difícil de aceitar”

compartilhar
comentários
Sirotkin: Otimismo para 2019 fez com que saída da Williams fosse “difícil de aceitar”
Por:

Russo disse que saída da F1 foi difícil de aceitar porque tinha “todas as razões” para acreditar que segunda temporada haveria grande melhora

Sergey Sirotkin fez sua estreia na F1 com a Williams nesta temporada e, apesar de ter marcado apenas um ponto, impressionou a equipe com seu compromisso de trabalhar na fábrica longe das corridas e de suas atuações com o FW41.

No entanto, ele não continuará na Fórmula 1, depois que seu patrocinador, a SMP Racing, se retirou, com a equipe britânica assinando com Robert Kubica.

"É difícil", disse Sirotkin ao Motorsport.com. “Honestamente, é muito difícil. Eu realmente sinto que tive algumas coisas que aprendi e poderia fazer melhor. Mas eu não tive a chance.”

“Provavelmente parece otimista demais, mas de dentro eu vejo muito mais coisas positivas do que qualquer outra pessoa pode ver.”

"Eu tenho todas essas razões para pensar que 2019 seria melhor."

Apesar de sua saída da Williams, Sirotkin disse que seu relacionamento com a equipe "não mudou nada".

"Eu dediquei muita energia para obter os resultados, trabalhei muito", disse ele.

“Mas o espírito que você emprega, prosseguindo com isso, você coloca mais do que apenas trabalho e energia.”

“Você coloca seu coração nisso, seus pensamentos estão com a equipe. Nesse caso, é uma coisa muito triste.”

"Aprendi muito como ser humano, e não vi o resultado."

Sirotkin esperava que sua situação mudasse mesmo depois que a SMP disse que não financiaria um segundo ano com a Williams, dias antes da equipe confirmar Kubica.

Ele disse que levou "duas ou três corridas" para perceber que a F1 era a sua vida no começo do ano.

"Eu não estou pronto para pensar nisso agora, para ser honesto", disse Sirotkin, que recebeu uma chance de testar a DTM nesta semana pela Audi.”

"Dediquei muita energia e esforço, não pude e ainda não posso acreditar que foi um pouco demais e que não vou conseguir nada para o próximo ano.”

“Vou transformar isso em algo positivo. Este ano sempre estará na minha memória, mesmo que tenha sido muito difícil. Isso me fez muito mais forte como piloto e como personalidade.”

“Eu realmente acredito que em certos momentos terei mais oportunidades. Acredite, eu vou estar mais do que pronto. Eu tenho algo para terminar aqui.”

"Eu vou me dedicar para ficar ainda mais forte, estar de volta aqui e me provar."

Sergey Sirotkin in DTM testing

Sergey Sirotkin in DTM testing

Photo by: Audi Communications Motorsport

Norris estabelece meta "irreal" para sua estreia em 2019

Artigo anterior

Norris estabelece meta "irreal" para sua estreia em 2019

Próximo artigo

Vettel não espera “nada de errado na pista” com Leclerc em 2019

Vettel não espera “nada de errado na pista” com Leclerc em 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell