Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Stewart: pilotos atuais precisam “desesperadamente” de treinadores

compartilhar
comentários
Stewart: pilotos atuais precisam “desesperadamente” de treinadores
Por:
23 de jan de 2019 10:17

Tricampeão mundial de F1, Jackie Stewart acredita que os pilotos de ponta da categoria precisam “desesperadamente” de treinadores, o que ele acredita que é “absolutamente errado”.

É comum para os pilotos da atualidade a procura por ajuda profissional com sua preparação física e condicionamento, o que acontece por meio de personal trainers e nutricionistas.

Stewart, que há muito tempo defende os benefícios de treinadores ao volante e no aspecto mental, acredita que os pilotos atuais não extraem o máximo de outras vias.

Ele disse ao Motorsport.com que o uso de trinadores é “uma das coisas que faltam a eles desesperadamente”.

“Eu simplesmente não entendo até hoje. Pilotos de corridas são tão espertos que eles não precisam de treinadores. É absolutamente errado.”

“Não há um único piloto no pico de suas habilidades que não seriam auxiliados pela sabedoria e observações que ele provavelmente nunca havia parado para pensar antes.”

“Você vê o esqui, golfe, tênis, hipismo, tudo o que você puder pensar, e os treinadores são uma das coisas mais importantes.”

“Agora, eles [pilotos da F1] estão em forma e possuem treinadores para ajudá-los com o condicionamento físico, mas não com a habilidade mental. E acho que isso é completamente errado.”

Stewart, campeão mundial em 69, 71 e 73, estreou na F1 em 65, com a BRM.

Ele terminou no pódio logo em sua segunda largada e terminou em terceiro no campeonato.

Stewart passou suas primeiras duas temporadas correndo ao lado de Graham Hill, mas afirmou que tinha como mentor alguns outros pilotos além do parceiro.

“Eu estava tão faminto por aprender com os outros e tive sorte de ter Jim Clark para conversar. Ele foi o melhor piloto com quem já corri”, disse Stewart.

“Pelo fato de dividirmos um apartamento e passarmos tempo juntos, eu nunca deixei de tentar descobrir coisas que ele saberia e que eu nunca saberia considerando o estágio em que eu estava na minha carreira.”

“E eu tive Graham Hill, e Graham nunca deixou de responder uma pergunta que eu tinha, seja sobre o acerto do carro, sobre onde frear e qual marcha usar.”

“A telemetria hoje em dia deixa tudo tão claro. Se você estiver ouvindo o que o treinador te dizer, eles poderão ver a diferença.”

Stewart disse que é importante que os pilotos não subestimem o valor que eles poderão encontrar em alguém que não possui um currículo tão recheado quanto o deles próprios.

“O treinador de Franz Klammer [famoso esquiador] não era um esquiador de ponta. Ele não era tão rápido quanto Franz era, mas sabia das técnicas e dos problemas emocionais, de como colocar a cabeça no lugar antes de partir para a descida da montanha.”

“Ainda assim, somos todos tão espertos que não precisamos de um treinador. É completamente errado, e é mais importante ainda hoje em dia porque temos uma telemetria para discutir sobre.”

Jackie Stewart

Jackie Stewart

Photo by: Simon Galloway / Sutton Images

Próximo artigo
Collet exalta papel de Massa na carreira: “é o exemplo a seguir”

Artigo anterior

Collet exalta papel de Massa na carreira: “é o exemplo a seguir”

Próximo artigo

Williams: Kubica não mostrou seu melhor em primeira seleção por vaga

Williams: Kubica não mostrou seu melhor em primeira seleção por vaga
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell