Times da Mercedes usarão atualização de motor na Austrália

Depois de testar na última semana nova especificação, fábrica alemã dará novidade a todas as equipes em Melbourne

Times da Mercedes usarão atualização de motor na Austrália
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lance Stroll, Williams FW40
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM10

A Mercedes confirmou que todas as suas equipes vão usar a segunda versão de seu motor no GP da Austrália da próxima semana, apesar de relatos nesta semana de preocupações com a confiabilidade.

Esta especulação tem sido ventilada desde os testes de Barcelona. A Mercedes estava preocupada com um potencial problema em seu virabrequim, o que poderia forçar um adiamento na estreia desta última especificação da unidade de potência.

Mas uma fonte de alto nível da Mercedes afirmou que tais alegações são "besteiras", e que todas as equipes irão utilizar a segunda especificação que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas avaliaram no teste final.

Um problema menor com o MGU-K veio à luz nos testes, mas provou ser facilmente solucionado.

Modos conservadores

A Mercedes fez uma grande mudança em sua unidade de potência para esta temporada. Os rumores dizem que ela tem sido até 70 cv mais veloz no dinamômetro – algo que não parece ser confirmado pelo seu desempenho nos testes de Barcelona.

Parece, no entanto, que a Mercedes pode ter corrido com seus motores em um modo mais conservador nos testes, o que lhe permitiu testar peças experimentais e gerenciar os componentes que não estão trabalhando de maneira confiável.

Um problema que surgiu nos testes foi um problema no acoplamento do MGU-K à unidade de potência, mas o time tem trazido soluções para garantir que o que levará para a Austrália é à prova de falhas.

Com o sistema de tokens de motor da F1 abolido nesta temporada, grandes atualizações são agora possíveis quando qualquer nova unidade de energia for trazida à vida.

Se a Mercedes estivesse em um modo mais conservador durante os testes, isso poderia explicar por que a rival Ferrari - que andou com uma única unidade de energia durante as duas semanas - possivelmente parecia manter uma vantagem confortável. Isso significa que as coisas podem ser diferentes em Melbourne.

Da mesma forma, a Mercedes pode sentir que ainda não está suficientemente confortável para andar ao máximo com seu motor na segunda especificação ainda, então seu potencial total poderá não ser visto em várias corridas.

A Ferrari pode manter a vantagem agora, mas há a perspectiva de a Mercedes ser capaz de trazer grandes ganhos, algo que pode causar preocupações para as ambições de um título em Maranello.

compartilhar
comentários
10 anos: Relembre estreia de Hamilton na F1 em fotos

Artigo anterior

10 anos: Relembre estreia de Hamilton na F1 em fotos

Próximo artigo

Stroll afirma que não liga para críticas

Stroll afirma que não liga para críticas
Carregar comentários