Fórmula 1
03 jul
-
05 jul
Evento encerrado
10 jul
-
12 jul
Corrida em andamento . . .
R
GP da Hungria
17 jul
-
19 jul
Próximo evento em
4 dias
31 jul
-
02 ago
Próximo evento em
18 dias
R
GP de 70º aniversário
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
25 dias
28 ago
-
30 ago
Próximo evento em
46 dias
04 set
-
06 set
Próximo evento em
53 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
25 set
-
27 set
Próximo evento em
74 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
-
25 out
Próximo evento em
102 dias
R
GP do México
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
109 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
123 dias
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
137 dias
Grande Premio Brasil
Assunto

Grande Premio Brasil

Verstappen vence GP do Brasil marcado por batida entre Ferraris

compartilhar
comentários
Verstappen vence GP do Brasil marcado por batida entre Ferraris
Por:
17 de nov de 2019 18:47

Depois de show de Verstappen e Hamilton, Ferrari põe tudo a perder com batida entre Leclerc e Vettel

Max Verstappen entregou um show ao público em Interlagos e garantiu a vitória no GP do Brasil de Fórmula 1. Lewis Hamilton brigou com o holandês ao longo de toda a corrida, mas não foi páreo para o piloto da Red Bull. Quem também brilhou foi Pierre Gasly, que aproveitou toque entre Hamilton e Albon e subiu ao pódio pela primeira vez na carreira, em segundo.

Leia também:

A corrida começou eletrizante e esfriou aós a primeira rodada de pit-stops, mas o abandono de Valtteri Bottas forçou a entrada do safety car, e apimentou as últimas voltas.

O início da prova

Na largada, Verstappen partiu bem e manteve a liderança, enquanto Hamilton forçou para cima de Vettel e ganhou a posição do tetracampeão. Partindo de 14º, Leclerc foi para cima dos rivais e ganhou três postos ainda na primeira volta.

Liderando a prova, Verstappen começou com ritmo forte e anotou mais de uma vez a volta mais rápida da prova. Leclerc seguiu ganhando posições, ultrapassando Antonio Giovinazzi, Kevin Magnussen, Kimi Raikkonen, Romain Grosjean e Pierre Gasly, subindo para a sexta posição na décima volta.

 

Daniel Ricciardo também começou embalado, protagonizando belas disputas com Leclerc, Lando Norris e Magnussen, com quem acabou colidindo no S do Senna, incidente que custou uma punição de cinco segundos ao australiano.

Estratégias iguais e pega na pista

Depois de 20 voltas completadas, os ponteiros começaram a reclamar do desgaste dos pneus. Hamilton foi o primeiro a parar, colocando pneus macios novamente e partindo para estratégia de duas paradas.

A Red Bull imediatamente copiou a estratégia da Mercedes e chamou Verstappen para os boxes. Apesar da parada rápida, o holandês acabou prejudicado por Robert Kubica, que fechou a porta para Verstappen na saída dos pits, o que gerou uma punição para a Williams.

 

Ele voltou atrás de Hamilton, mas não deu tempo para o britânico curtir a posição e mergulhou na primeira curva no fim da reta na volta 23, retomando a terceira posição, que era virtualmente a liderança. Na volta seguinte, o holandês fez a volta mais rápida da prova novamente. No rádio, Hamilton reclamou para a Mercedes de falta de potência no carro.

Vettel, que era o líder enquanto os rivais brigavam, parou nos boxes e colocou pneus médios, tentando uma estratégia diferente dos ponteiros da prova. Quem fez diferente também foi Valtteri Bottas, que colocou pneus duros, apostando em ir até o fim da prova, mesma estratégia de Leclerc.

Desgaste dos pneus 

Depois da primeira rodada de pit stops, a corrida esfriou e passou a depender diretamente das estratégias. Hamilton e Verstappen, de macios, precisavam parar novamente. Vettel e Albon, com pneus médios, estava em tática ousada, que dependeria da duração dos compostos. Já Bottas e Leclerc usavam pneus duros e não parariam mais.

 

Na volta 42, a Mercedes surpreendeu e chamou Bottas aos boxes, trocando os pneus duros, dos quais o piloto não havia gostado, por compostos médios. Com a parada, o finlandês perdeu duas posições, caindo para sexto, atrás de Albon e Leclerc. No entanto, com pneus novos, Bottas fez a melhor volta da prova: 1min10s698.

Hamilton e Verstappen também fizeram suas segundas paradas, com vantagem para o piloto da Red Bull, que contou com um melhor trabalho da equipe nos boxes e ganhou mais 1s5 de vantagem. Vettel assumiu a ponta da corrida, mantendo 5s de vantagem para o holandês.

Bottas tentou aproveitar os pneus novos e foi para cima de Leclerc, mas ficou preso atrás do piloto da Ferrari. Na volta 50, Vettel parou e colocou pneus macios, retornando à pista na quarta posição, atrás de Verstappen, Hamilton e Albon, mas subiu para terceiro em seguida, porque o tailandês da Red Bull também parou para troca de compostos.

Safety car esquenta a corrida

Duas voltas depois, Bottas abandonou a prova com problemas no motor e parou o carro na área de escape no fim da reta. Por precaução, o controle de prova acionou o carro de segurança, fazendo com que as distâncias entre os pilotos fosse eliminada. 

A Red Bull aproveitou para chamar Verstappen e fazer nova troca de pneus, devolvendo o piloto em segundo, atrás de Hamilton. Assim como o holandês, Leclerc entrou nos pits e colocou compostos macios. O britânico da Mercedes reclamou do ritmo do carro de segurança, pois afirmou que estava prejudicando o aquecimento dos pneus.

 

Depois de reorganizar os retardatários, o safety car deixou a pista e a corrida foi reiniciada. Na relargada, Verstappen foi para cima de Hamilton e passou o hexacampeão na segunda perna do S do Senna. Albon também mergulhou e passou Leclerc e Vettel, assumindo a terceira posição.

Hamilton ainda tentou recuperar a posição no miolo da pista, mas Verstappen fechou a porta garantiu a ponta. Quando faltavam oito voltas para o fim da prova, o tailandês foi para cima do hexacampeão, mas a disputa deu espaço para Vettel atacar o piloto da Red Bull. Apesar dos ataques do alemão, Albon conseguiu segurar o terceiro posto.

Pilotos da Ferrari se enroscam

Na frente, Verstappen levava 3s8 de vantagem sobre Hamilton quando Leclerc partiu para cima de Vettel. Os pilotos da Ferrari disputaram a quarta posição e se tocaram no fim da reta oposta, causando furos nos pneus dos dois carros e um abandono duplo, além da entrada do carro de segurança. 

 

No rádio, tanto Vettel quanto Leclerc reclamaram um do outro. Com safety car na pista, Hamilton aproveitou e parou nos boxes, voltando na terceira posição. Na relargada, Albon foi atacado por Hamilton, o que deu fôlego para Verstappen, que abriu na frente.

Em seguida, Hamilton tentou passar o tailandês e os dois acabaram se tocando, com Albon levando a pior e Gasly pulando para a segunda posição, posto mantido após vencer briga com Hamilton na última curva da prova. Com isso, o pódio terminou com Verstappen em primeiro, Gasly em segundo e Hamilton em terceiro.

 

Atualização:

Lewis Hamilton foi punido por toque com Alex Albon após a corrida e caiu para a sétima posição. Com isso, Carlos Sainz Jr. herdou o terceiro lugar. O próprio Sainz chegou a ser investigado pelo uso da asa móvel, mas a FIA descartou uma punição e confirmou o espanhol no pódio.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Veja o resultado completo do GP do Brasil:

Galeria
Lista

1º - Max Verstappen, Red Bull Racing RB15

1º - Max Verstappen, Red Bull Racing RB15
1/20

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

2º - Pierre Gasly, Toro Rosso STR14

2º - Pierre Gasly, Toro Rosso STR14
2/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

3º - Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34

3º - Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34
3/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

4º - Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38

4º - Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38
4/20

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

5º - Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38

5º - Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38
5/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

6º - Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19

6º - Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19
6/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

7º - Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10

7º - Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10
7/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

8º - Lando Norris, McLaren MCL34

8º - Lando Norris, McLaren MCL34
8/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

9º - Sergio Perez, Racing Point RP19

9º - Sergio Perez, Racing Point RP19
9/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

10º - Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14

10º - Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14
10/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

11º - Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19

11º - Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19
11/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

12º - George Russell, Williams Racing FW42

12º - George Russell, Williams Racing FW42
12/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

13º - Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19

13º - Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19
13/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

14º - Alexander Albon, Red Bull RB15

14º - Alexander Albon, Red Bull RB15
14/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

15º - Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19

15º - Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19
15/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

16º - Robert Kubica, Williams FW42

16º - Robert Kubica, Williams FW42
16/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

17º - Sebastian Vettel, Ferrari SF90

17º - Sebastian Vettel, Ferrari SF90
17/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

18º - Charles Leclerc, Ferrari SF90 (Punido)

18º - Charles Leclerc, Ferrari SF90 (Punido)
18/20

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

19º - Lance Stroll, Racing Point RP19

19º - Lance Stroll, Racing Point RP19
19/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

20º - Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10

20º - Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10
20/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube

Próximo artigo
Hamilton pede desculpas a Albon e pode ser punido no GP do Brasil

Artigo anterior

Hamilton pede desculpas a Albon e pode ser punido no GP do Brasil

Próximo artigo

Hamilton é punido e Sainz herda pódio provisório no GP do Brasil

Hamilton é punido e Sainz herda pódio provisório no GP do Brasil
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Sub-evento Corrida
Autor Vital Neto