Últimas notícias

Vettel atribui erro na Alemanha à busca pela volta mais rápida

Alemão da Ferrari quase perdeu a segunda colocação para Kvyat após escapada no final do GP em Hockenheim

Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Depois de largar em último, Sebastian Vettel aproveitou o ‘fator casa’ e se recuperou de forma espetacular para chegar em segundo com a Ferrari no GP da Alemanha e afastar a crise pela qual passava na Fórmula 1 (relembre em galeria especial no fim desta matéria).

No fim da prova, porém, o tetracampeão errou e quase perdeu o posto para o russo Daniil Kvyat, que acabou em terceiro com a Toro Rosso. Segundo o alemão, a escapada em Hockenheim se deveu ao fato de que ele estava tentando o ponto extra pela volta mais rápida da prova.

Leia também:

Na busca para superar o giro de Max Verstappen, que venceu com a Red Bull, Vettel escapou no fim da corrida. Ele explicou: "Eu saí porque estava buscando a volta mais rápida, mas não funcionou. Você tenta chegar ao limite e às vezes você chega perto demais. Acho que não sou o único cara que chegou perto demais, mas felizmente errei no lugar certo em vez do lugar errado.

"Estou feliz que chegamos à bandeira quadriculada em segundo, aproveitamos nossas chances, especialmente no último terço da corrida”, comentou o piloto, que nem registrou volta no treino classificatório.

“Se você começar em último e subir ao pódio, já percorreu um longo caminho, mas no geral não podemos estar felizes com o fim de semana em Hockenheim porque tivemos grandes problemas no sábado. Espero que olhemos para trás em algumas semanas ou meses e digamos que, sim, [uma reviravolta] começou a acontecer a partir daí”.

"Mas, obviamente, o objetivo é vencer, então toda a equipe, incluindo eu, nos empenhamos muito no projeto, para nos certificarmos de que somos mais rápidos do que os outros. Não fomos mais rápidos durante a maior parte da temporada, então não podemos ficar felizes”.

GALERIA: Relembre os erros recentes de Sebastian Vettel na Fórmula 1

GP do Azerbaijão, 2017
Em segundo logo atrás de Lewis Hamilton, Sebastian Vettel acabou acertando o britânico antes de uma relargada. Acreditando que Hamilton freou propositalmente, ele jogou seu carro na Mercedes. O alemão tomou um stop and go de 10 segundos e chegou apenas em quarto.
GP do México, 2017
Perdendo o primeiro lugar na saída, Vettel bateu em Hamilton após ser superado pelo britânico e por Max Verstappen. Ele quebrou sua asa dianteira e furou o pneu de Hamilton - o que não impediu o tetracampeonato de Lewis naquele dia.
GP do Azerbaijão, 2018
Depois de fazer a pole e liderar a maior parte da prova, Vettel perdeu a liderança devido a um pit stop em um Safety Car. Na relargada, ele arriscou passar o então líder, Valtteri Bottas, logo na primeira curva. Ele travou seus pneus e passou reto. Perdendo rendimento, Seb ainda foi ultrapassado por Hamilton, Raikkonen e Perez, terminando em quarto após o abandono de Bottas pelo estouro de um de seus pneus.
GP da França, 2018
Tentando superar Bottas na largada, o alemão encheu a traseira do finlandês na primeira curva, destruiu sua asa dianteira e teve que ir aos pits. Saindo em terceiro, ele chegou em quarto no dia de mais uma vitória de Hamilton.
GP da Alemanha, 2018
Com uma boa vantagem à frente, Vettel foi vítima de uma garoa que caia no circuito de Hockenheim, acabou errando e batendo. Com o Safety Car entrando na pista, Hamilton – que largara de 14º após um problema mecânico na classificação – viu Bottas e Kimi indo para os pits e ficou na pista. Ele assumiu a liderança e ganhou a prova.
GP da Itália, 2018
Após atacar Raikkonen sem sucesso na primeira chicane da corrida, Vettel foi acossado por Hamilton chegando para a segunda chicane. Por dentro, ele arriscou frear tarde para se defender, bateu no carro de Lewis e acabou rodando. O piloto, que tinha provavelmente o melhor conjunto para a pista de Monza, chegou apenas em quarto na vitória de Hamilton.
GP do Japão, 2018
Saindo de nono após um erro da Ferrari na classificação, Vettel arriscou uma ultrapassagem em Verstappen no início da corrida na curva Spoon, tocou com o holandês e rodou. Ele só pôde ser o sexto em mais uma vitória de Hamilton.
GP dos EUA, 2018
Saindo de quinto, o alemão foi para cima de Daniel Ricciardo na primeira volta, arriscou em uma freada e novamente rodou. Depois de cair diversas posições, ele subiu para quarto evitando o título de Hamilton, que chegou em terceiro. Lewis foi o campeão da prova seguinte.
GP do Bahrein, 2019
Depois de superar o parceiro Leclerc na largada pela liderança, ele viu o monegasco dando o troco após algumas voltas. Em seguida, Sebastian começou seu duelo com Hamilton. Ele foi atacado pelo britânico depois de sua segunda parada. E tentando se manter à frente de Lewis, ele errou e acabou rodando. Ovalizando seus pneus, ele acabou perdendo a asa dianteira após voltar à pista. Vettel terminou em quinto.
GP do Canadá, 2019
Neste caso, Vettel não pagou mico, mas se prejudicou. Em batalha com Hamilton pela vitória, o alemão escapou na chicane de Montreal e acabou fechando o rival quando retornou à pista. Vettel venceu, mas tomou controversa punição de 5s no tempo de prova e caiu para segundo.
GP da Grã-Bretanha, 2019
O circuito de Silverstone foi palco para o último erro crasso de Vettel na F1. Em briga com Verstappen, Vettel encheu a traseira da Red Bull e acabou caindo para o fim do grid. O alemão terminou a prova da Inglaterra em penúltimo.
11

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Villeneuve: "Alguns pilotos são fantásticos em times pequenos e inúteis nos grandes"
Próximo artigo FIA aceita pedido de equipes e punirá saídas inseguras de pits com tempo

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil