Últimas notícias

Webber, terceiro: "Saio sabendo que não poderia ter feito mais”

Australiano sofreu com problemas em seu Kers e se disse atrapalhado por retardatários quando brigava com Alonso

Mark Webber pode ter terminado em terceiro em um final de semana no qual a Red Bull dominou, mas o australiano sai da Índia satisfeito com sua performance. Afinal, sofreu durante boa parte da prova com um Kers que ora funcionava, ora o deixava na mão.

Ouvido pelo TotalRace, o piloto explicou que o problema afetou várias áreas do carro e fez com que fosse difícil segurar Fernando Alonso.

“Nossas armas não estavam afiadas em momentos-chave da corrida. Quando você é inconsistente, isso não afeta só a potência na reta, mas também o equilíbrio de freio. E, em uma estratégia de uma parada, se você fritar os pneus, é forçado a parar de novo. Estou feliz com a maneira como pilotei. Saio sabendo que não poderia ter feito mais.”

Webber revelou que a perda da potência extra com o Kers era variável durante a prova. “Sabia que seria um longo dia quando começamos a ter alguns problemas, pois essas coisas geralmente não se resolvem por completo com facilidade. Melhorou de certa forma e fiquei feliz por ter conseguido abrir a vantagem para Fernando após a parada, tendo de pilotar absolutamente no limite para escapar do DRS.”

Outro problema do australiano foi pegar carros lentos justamente nos trechos sem retas da pista. “Você simplesmente não quer pegar retardatários no segundo setor. Quando encontra uma HRT ou algo do tipo – e sei que estão fazendo seu melhor – isso acaba com você. Foi o que aconteceu. Então, Fernando voltou à zona de DRS. Ele me disse depois que era como se os retardatários estivessem pilotando para ele.”

O companheiro de Vettel destacou que a diferença de ritmo em relação ao alemão não foi tão grande e acredita que poderia ter pressionado o bicampeão sem os problemas.

“Estou aqui há tempo o suficiente para saber que detalhes fazem a diferença, porque as margens são pequenas. Minha classificação e largada foram muito fortes. Seb conseguiu fazer duas ou três voltas muito rápidas no começo, uma área em que ele faz as coisas funcionarem para ele. O primeiro stint foi bom e teria sido interessante ver o que aconteceria com os duros [caso não tivesse a falha no Kers], porque me senti muito bem com eles.”

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Piloto da casa, Karthikeyan comemora ter chegado ao final
Próximo artigo Hamilton e Button destacam luta na largada; briga pelo título acabou

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil