F-E: Rivais temem que novo ciclo de homologação possa beneficiar equipes de ponta

Chefes de equipe temem que Techeetah e Nissan podem se beneficiar através de uma medida tomada no começo do ano passado por conta da pandemia

compartilhar
comentários
F-E: Rivais temem que novo ciclo de homologação possa beneficiar equipes de ponta

Para a temporada 2021, a FIA e a Fórmula E fizeram mudanças no regimento de homologações devido aos problemas que equipes e montadoras enfrentam com a pandemia. Com isso, DS Techeetah e Nissan e.dams, primeira e segunda colocadas entre as equipes em 2020, além da Dragon, podem atrasar a introdução de seus novos carros. Mas alguns chefes de equipe da categoria temem que isso pode dar às equipes uma vantagem competitiva.

As três equipes começam a nova temporada com os carros do ano passado antes de introduzir a nova unidade de potência, cuja janela de homologação termina em cinco de abril. Já as outras nove equipe já homologaram seus carros e os utilizarão a partir da primeira corrida.

Leia também:

Com essa mudança, acordada pelas 12 equipes, o calendário provisório de 2021 da F-E contava com cinco etapas antes do prazo de abril. Mas com o impacto da pandemia, apenas a rodada dupla noturna da Arábia Saudita está confirmada antes disso.

Com três corridas a menos para Techeetah, Nissan e Dragon correrem com seus carros antigos, os chefes das equipes reconheceram que as rivais podem ter uma vantagem.

O diretor da Jaguar, James Barclay, disse ao Motorsport.com: "Mudar o ciclo de homologação foi um ato errado pelas razões certas. Não há críticas aqui. Na verdade, ajudou a todos. Potencialmente até cinco corridas aconteceriam antes do novo prazo e, naquela época, nossa ideia era homologar o carro para a primeira corrida".

"Isso dá definitivamente uma pequena vantagem para as equipes que preferiram a nova data. É difícil quantificar isso. Mas certamente não é ideal. O desafio agora será identificar qual é o tamanho da vantagem que eles terão e se isso terá que ser visto em detalhes com a FIA".

Motorsport.com apurou que o momento do ciclo revisado de homologação era baseado em quantas provas as equipes fariam com a unidade nova e a velha. Enquanto a data de 05 de abril segue em pé, as equipes esperam para descobrir se haverá uma nova mudança.

Allan McNish, chefe da Audi, disse: "Não acreditamos que qualquer montadora que tenha optado pela segunda vaga estava pensando naquele momento em qualquer coisa além do tempo necessário com o carro".

"Agora, claramente, parece que as coisas caíram como uma luva para eles. Em termos esportivos, não era parte do plano. Mas agora consigo ver e entender oque aconteceu. Precisamos garantir que ninguém tenha perdas ou ganhos a partir de algo feito pelas razões certas. Precisamos tornar isso o mais neutro possível".

Mark Preston, chefe da DS Techeetah, uma das equipes beneficiadas com a situação, admitiu que a situação "pode funcionar a seu favor".

Ele disse ao Motorsport.com: "Escolhemos a segunda vaga por causa da Covid, que criou incertezas para nós em termos de cronogramas e fornecimento de materiais. Algumas vezes, as coisas acontecem a seu favor apesar de uma deliberação da maioria. Fizemos o que achávamos que seria o melhor e concordamos com isso há muito tempo. Isso pode funcionar a nosso favor".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

A dois meses da F1 2021, novela de Hamilton com Mercedes tem novos capítulos

PODCAST: Chico Serra esclarece rivalidade com Piquet, amizade com Senna e briga com Raul Boesel

 

Pandemia já impacta calendários das principais categorias do esporte a motor em 2021

Artigo anterior

Pandemia já impacta calendários das principais categorias do esporte a motor em 2021

Próximo artigo

F-E: Gen3 não deve forçar mudanças no traçado das pistas

F-E: Gen3 não deve forçar mudanças no traçado das pistas
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Matt Kew