Fórmula E ePrix da Cidade do México

F-E: Sette Câmara fala da expectativa para o início da temporada

Brasileiro correrá com nova equipe a partir deste fim de semana, no México

Sergio Sette Camara, NIO 333

No fim da tarde deste sábado, dia 14 de janeiro, o Autódromo Hermanos Rodriguez, na cidade do México, receberá a largada oficial do Campeonato Mundial da Fórmula E 2023. A nona temporada da mais importante competição de carros elétricos do planeta marca, dentre outras novidades, a estreia dos novíssimos carros da terceira geração (Gen3).

Partindo para a sua terceira temporada completa na competição o brasileiro Sérgio Sette Câmara, atualmente com 24 anos, está animado para um ano que marcará importantes desafios para sua carreira.

Leia também:

Em 2023 o jovem da cidade de Belo Horizonte irá competir pela equipe chinesa NIO333 Racing. Tendo a sua base operacional no complexo tecnológico do Autódromo de Silverstone, na Inglaterra, o time está na F-E desde a sua primeira temporada quando chegou ao título com o também brasileiro Nelson Piquet Jr..

Além do Brasil, F-E terá mais três pistas novas

Outra novidade muito importante para a nona temporada da Fórmula E são os novos países e novas pistas adicionadas ao calendário. Além do badalado ePrix de São Paulo, a ser disputado no dia 25 de março no traçado do Sambódromo do Anhembi, na maior metrópole brasileira, o calendário do Campeonato Mundial terá mais surpresas.

No dia 11 de fevereiro a Índia receberá a quarta etapa do Campeonato em Hyderabad. Duas semanas depois, em 25 de março, será a vez da Cidade do Cabo – África do Sul, receber as provas da sexta etapa. Completando as novidades em 24 de junho, a cidade de Portland – nos Estados Unidos, receberá a 12ª etapa do ano em substituição à pista de Nova Iorque, sede do Campeonato até a última temporada.

Novo carro Gen3 pode chegar a 322 km/h

Um dos grandes desafios da temporada 2023 da F-E serão os novos carros da terceira geração do Campeonato. Os veículos que entrarão em ação neste ano são os monopostos mais rápidos, leves, potentes, eficientes e sustentáveis de todos os tempos.

Com um chassis menor e 60 kg mais leve, os carros apresentam também um trem de força frontal adicional e uma potência de 100 kW a mais do que era visto Gen2 chegando agora a 350 kW e uma velocidade máxima de 322 km/h. Além disso os carros apresentam o dobro da capacidade de regeneração - o que significa que mais de 40% da energia usada na corrida vem da regeneração durante as frenagens.

“Com certeza todas essas mudanças deixarão as provas ainda mais emocionantes e com muito mais ultrapassagens”, explicou Sette.

Mudanças no formato das corridas

Assim como os carros o formato das competições da F-E sofreu algumas atualizações para a temporada 2023. As corridas agora passarão a ter a sua extensão definida pelo número de voltas e, não mais, por um tempo pré-determinado. Além disso, serão acrescidas voltas adicionais para as interrupções do Safety Car e Full Course Yellow.

Mais tarde na temporada será implementado o ATTACK CHARGE. Usando baterias diferentes e tecnologia de carregamento ultra moderna essa novidade permitirá que os carros Gen3 façam um pit-stop e recebam um aumento de energia na corrida.

Serão entregues 600kW em uma parada obrigatória de 30 segundos. Ao saírem dos boxes os carros terão desbloqueados mais dois períodos do Attack Mode com os carros utilizando 350kW contra os 300kW no modo de condução de corrida.

Um retorno à Cidade do México

Cerca de 40.000 espectadores são esperados nas arquibancadas do famoso Autódromo Hermanos Rodriguez. O circuito de 19 curvas e 2.630 km é uma mistura perfeita de longas e rápidas retas e uma seção técnica interna que passa pelo lendário estádio Foro Sol – abrigando dezenas de milhares de torcedores.

Há uma nova chicane neste ano na reta de largada, enquanto a zona de ativação do Attack Mode agora está do lado de fora da Curva 15 na saída do estádio.

“Adoro correr aqui. A energia das arquibancadas e forma de torcer do público me lembra muito o Brasil. Teremos grandes desafios, principalmente nessas primeiras etapas, mas acredito que teremos um ano de crescimento. Nosso objetivo será o de lutar para estar com regularidade na zona de pontuação”, concluiu.

Como e onde assistir

O Treino Livre 1 para o ePrix do México começa às 19h30, desta sexta-feira, 13 de janeiro e terá transmissão pelo canal oficial da Fórmula E no YouTube.

O Treino Livre 2 será às 10h30 no sábado com o Quali a partir das 12h40 também com exibição pelo canal oficial da Fórmula E no YouTube. O ePrix que marcará a primeira etapa do Campeonato começa às 17:00 com transmissão ao vivo pelo canal BandSports e pelo app Band Play.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #212 – Polêmica: as verdades inconvenientes sobre a F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior "Fórmula E estreia com tecnologias que vão mudar os automóveis", diz Di Grassi
Próximo artigo F-E: Di Grassi bate Dennis faz a pole no México em sua estreia pela Mahindra

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil