Fórmula E
22 nov
-
22 nov
Evento encerrado
R
ePrix de Santiago
17 jan
-
18 jan
Próximo evento em
31 dias
R
ePrix da Cidade do México
14 fev
-
15 fev
Próximo evento em
59 dias
R
ePrix de Marraquexe
27 fev
-
29 fev
Próximo evento em
72 dias
R
ePrix de Sanya
20 mar
-
21 mar
Próximo evento em
94 dias
R
ePrix de Roma
03 abr
-
04 abr
Próximo evento em
108 dias
R
ePrix de Paris
17 abr
-
18 abr
Próximo evento em
122 dias
R
ePrix de Seul
02 mai
-
03 mai
Próximo evento em
137 dias
R
ePrix de Jacarta
05 jun
-
06 jun
Próximo evento em
171 dias
R
ePrix de Berlim
20 jun
-
21 jun
Próximo evento em
186 dias
R
ePrix de Nova York
10 jul
-
11 jul
Próximo evento em
206 dias
R
ePrix de Londres
25 jul
-
25 jul
Próximo evento em
221 dias

Fórmula E considera aumento de potência do modo ataque

compartilhar
comentários
Fórmula E considera aumento de potência do modo ataque
Por:
19 de dez de 2018 18:33

Alejandro Agag diz que o aumento de potência está entre as pequenas mudanças que a categoria está considerando fazer após a abertura da temporada 2018/2019

A primeira experiência do modo de ataque na Fórmula E teve explosões de 225kW, com a zona de ativação colocada em um ponto apertado no início da reta principal do circuito de Al-Diriyah.

A colocação da zona de ativação foi mudada após as críticas dos pilotos antes da corrida, e eles ofereceram mais sobre a eficácia do sistema após a corrida.

Quando perguntado sobre o modo ataque e se F-E estava planejando fazer qualquer ajuste Alejandro Agag disse que qualquer mudança seria "nada grande".

"Depende de onde o colocamos, no posicionando na pista [para corridas futuras]", disse ele ao Motorsport.com.

"Talvez ter um pouco mais energia [o nível do modo ataque é de apenas 25kW acima da potência de corrida padrão de 200kW] poderia ser uma possibilidade, potencialmente fazendo uma diferença maior.”

"Mas a diferença foi bastante visível, acho que foi suficiente para os rapazes ultrapassarem. Então [poderemos fazer] pequenos ajustes. Funcionou muito bem.”

"Eu acho que é inovador para o automobilismo, é uma inovação incrível que mais uma vez está sendo trazida pela Fórmula E. Estou muito orgulhoso.”

Vários pilotos disseram após a corrida que o aumento de 25kW não foi suficiente para ultrapassar e muitos reclamaram que o sistema fez com que eles perdessem muito tempo.

"O modo ataque não é suficiente", disse Daniel Abt, da Audi.

"É mais como um modo de perder tempo. Eu perdi uma posição o ativando, e então eu nunca me recuperei porque 25kW não é suficiente para fazer uma manobra adequada.”

"Devemos ter 250kW ou algo assim para que você, pelo menos, acelere tão bem que você possa claramente fazer uma manobra. Nesse momento, se alguém se defender, não dá para ultrapassar", disse Lucas di Grassi.

"Talvez se eles colocarem o modo ataque na classificação, a diferença será muito grande", continuou ele.

"Ou em outra pista talvez você tenha que passar pelo pit lane para ativá-la, talvez haja coisas diferentes para usar essas soluções.”

"Foi muito conservador [em Al-Diriyah]."

Sam Bird, Envision Virgin Racing, Audi e-tron FE05

Sam Bird, Envision Virgin Racing, Audi e-tron FE05

Photo by: Sam Bloxham / LAT Images

Próximo artigo
Buemi diz que não estava no mesmo patamar da Techeetah na Arábia Saudita

Artigo anterior

Buemi diz que não estava no mesmo patamar da Techeetah na Arábia Saudita

Próximo artigo

Mercedes explica motivo de ausência de Wehrlein na abertura da F-E

Mercedes explica motivo de ausência de Wehrlein na abertura da F-E
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Alex Kalinauckas