Vandoorne coloca Mercedes na pole pela primeira vez na F-E; 9º, Sette Câmara é o melhor dos brasileiros

compartilhar
comentários
Vandoorne coloca Mercedes na pole pela primeira vez na F-E; 9º, Sette Câmara é o melhor dos brasileiros
Por:
, Repórter

Temporada 2019-20 chega ao fim nesta quinta com a sexta prova de Berlim; disputa pelo vice-campeonato segue em aberto

Chegamos ao último dia da temporada 2019-20 da Fórmula E! Nesta quinta-feira (13), acontece a sexta e última etapa da maratona de Berlim. E mesmo com o título decidido para António Félix da Costa, a disputa pelo vice-campeonato segue em aberto. Na corrida desta quinta, teremos Stoffel Vandoorne na pole position, a primeira da Mercedes na categoria. E os brasileiros vão largar em bloco, com Sérgio Sette Câmara em 9º, Lucas di Grassi em 10º e Felipe Massa em 11º.

Antes da distribuição de quatro pontos do treino classificatório (três para o pole e um para a volta mais rápida da sessão de grupos), Da Costa tinha 156 pontos, 73 de vantagem para o segundo colocado, Oliver Rowland. Com a prova de ontem, o bicampeão Jean-Éric Vergne caiu para terceiro, com 80. Fechando o Top 5, Mitch Evans e Andre Lotterer, com 71 pontos cada.

Leia também:

Entre os brasileiros, Lucas di Grassi segue como o melhor colocado, em sétimo, com 69 pontos. Já Felipe Massa está em 22º com três pontos e Sérgio Sette Câmara ainda não conseguiu pontuar em Berlim.

Nos construtores, a disputa também está decidida para a Techeetah, que tem 236 pontos. Em segundo, a Nissan com 151 e a BMW Andretti, com 118, fecha o Top 3.

Para essa terceira rodada dupla, a Fórmula E introduziu um novo traçado em Berlim, uma versão estendida do formato conhecido do aeroporto Tempelhof, com novas curvas adicionadas ao segundo setor da pista.

Nos treinos livres realizados na manhã desta quinta, o piloto da BMW Maximilian Günther foi o mais rápido, com 01min15s091, seguido de Da Costa e o vencedor da prova de ontem, Oliver Rowland.

Na F-E, o treino classificatório é dividido em cinco estágios. Nos quatro primeiros, os 24 pilotos vão à pista, em sessões de seis minutos cada, divididos de acordo com a classificação do campeonato. Os seis primeiros saem no primeiro grupo, com a pista em condições piores e sucessivamente, até o último grupo, formado pelos últimos colocados na tabela.

Os seis melhores colocados vão para a Super Pole, onde cada um tem uma volta rápida na luta pela primeira posição. O treino classificatório distribui quatro pontos para o campeonato: um para o piloto que liderar as sessões de grupo e três para o pole position.

Sessão de grupos

No primeiro grupo, foram à pista o campeão António Félix da Costa e Jean-Éric Vergne, ambos da Techeetah, Mitch Evans, da Jaguar, Maximilian Günther, da BMW, Oliver Rowland, da Nissan e Andre Lotterer, da Porsche.

Assim como na quarta, os seis pilotos deixaram para sair com menos de dois minutos para o fim mas, dessa vez, todos conseguiram abrir voltas, apesar de estarem andando muito juntos, o que atrapalha na performance do carro em modo de classificação.

Com 01min16s136, Günther foi o mais rápido do grupo, seguido de Da Costa, a 0s042, Lotterer, Vergne, Evans e Rowland. O vencedor de ontem fez um tempo bem alto, 01min16s993, complicando sua situação na luta pelo vice-campeonato. E, comparando com o treino livre, todos fizeram tempos altos, pelo menos 1s1 mais alto, o que coloca todos os seis em risco de ficar de fora da Super Pole.

Lucas di Grassi, da Audi, Sébastien Buemi, da Nissan, Stoffel Vandoorne, da Mercedes, Alexander Sims, da BMW e Sam Bird e Robin Frijns, da Virgin, compuseram o segundo grupo de classificação.

Os seis do primeiro grupo caíram fora da Super Pole. Buemi assumiu a ponta com 01min15s660, seguido de Vandoorne, a apenas 0s057 do piloto da Nissan, Frijns, Di Grassi, a 0s255 do líder, Bird e Sims.

 

No terceiro grupo, Nyck de Vries, da Mercedes, Edoardo Mortara da Venturi, Jérôme D'Ambrosio e Alex Lynn da Mahindra, René Rast, da Audi e Neel Jani da Porsche tentaram garantir sua vaga na Super Pole.

Três pilotos conseguiram se colocar na Super Pole, com Rast sendo o melhor do grupo, a apenas 0s028 do tempo de Buemi. Além dele, De Vries em quarto e Mortara em sexto, garantiram provisoriamente a vaga. No final do terceiro grupo, Di Grassi ocupava a nona colocação.

 

Fechando a fase de grupos, Daniel Abt e Oliver Turvey, da NIO 333, Felipe Massa, da Venturi, Tom Blomqvist, da Jaguar e Nico Müller e Sérgio Sette Câmara, da Dragon.

O brasileiro Sette Câmara foi o mais rápido do grupo, saindo em nono lugar, logo a frente de Di Grassi, em 10º e Felipe Massa, 11º. Nenhum piloto chegou próximo dos tempos dos pilotos da Super Pole e Buemi ficou com o ponto extra da melhor volta da fase de grupos.

A classificação final da fase de grupos embola bastante a disputa pelo vice-campeonato, com Rowland lrgando em último, Vergne em 21º, Evans em 23º, Lotterer em 20º, Günther em 18º e Di Grassi em 10º. Mas, para o brasileiro, seria necessário pelo menos um terceiro lugar sem os rivais pontuar para buscar o segundo lugar na classificação.

Super Pole

Sébastien Buemi, René Rast, Stoffel Vandoorne, Nyck de Vries, Robin Frijns e Edoardo Mortara garantiram a participação na luta pela pole position, com seis carros de cinco equipes diferentes: Nissan, Audi, Virgin, Venturi e Mercedes, a única com dois carros. Essa classificação também garantiu que a última etapa teria um pole position inédito na temporada.

 

Os pilotos saem na ordem inversa do grid, do sexto até o primeiro colocado. No final, a pole position ficou com Stoffel Vandoone, que marcou um tempo de 01min15s468. Essa é a primeira pole da Mercedes em sua temporada de estreia na F-E. Completaram o Top 6 Buemi, Rast, De Vries, Frijns e Mortara.

A sexta corrida de Berlim, última da temporada 2019-20, está marcada para 14h, com transmissão pelo canal Fox Sports.

Cla Piloto Equipe Volta Dif
1 Belgium Stoffel Vandoorne Germany Mercedes 1'15.468  
2 Switzerland Sébastien Buemi France DAMS 1'15.527 0.059
3 Germany René Rast Germany Team Abt 1'15.720 0.252
4 Netherlands Nyck de Vries Germany Mercedes 1'15.738 0.270
5 Netherlands Robin Frijns United Kingdom Virgin Racing 1'15.867 0.399
6 Switzerland Edoardo Mortara Monaco Venturi 1'16.055 0.587
7 United Kingdom Alex Lynn India Mahindra Racing 1'15.851 0.383
8 Switzerland Neel Jani Germany Porsche Team 1'15.861 0.393
9 Brazil Sergio Sette Camara United States Dragon Racing 1'15.904 0.436
10 Brazil Lucas di Grassi Germany Team Abt 1'15.915 0.447
11 Brazil Felipe Massa Monaco Venturi 1'15.937 0.469
12 United Kingdom Tom Blomqvist United Kingdom Jaguar Racing 1'15.958 0.490
13 United Kingdom Oliver Turvey United Kingdom NIO Formula E Team 1'15.958 0.490
14 United Kingdom Sam Bird United Kingdom Virgin Racing 1'16.002 0.534
15 United Kingdom Alexander Sims United States Andretti Autosport 1'16.028 0.560
16 Belgium Jérôme d'Ambrosio India Mahindra Racing 1'16.057 0.589
17 Germany Daniel Abt United Kingdom NIO Formula E Team 1'16.109 0.641
18 Germany Maximilian Gunther United States Andretti Autosport 1'16.134 0.666
19 Portugal Antonio Felix da Costa China Techeetah 1'16.176 0.708
20 Germany Andre Lotterer Germany Porsche Team 1'16.317 0.849
21 France Jean-Eric Vergne China Techeetah 1'16.393 0.925
22 Switzerland Nico Müller United States Dragon Racing 1'16.409 0.941
23 New Zealand Mitch Evans United Kingdom Jaguar Racing 1'16.449 0.981
24 United Kingdom Oliver Rowland France DAMS 1'16.993 1.525

TELEMETRIA: Os bastidores quentes do GP da Espanha com participação de Rico Penteado

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

F-E: Rowland vence prova 5 em Berlim de ponta a ponta; 13º, Massa é o melhor colocado em dia ruim para brasileiros

Artigo anterior

F-E: Rowland vence prova 5 em Berlim de ponta a ponta; 13º, Massa é o melhor colocado em dia ruim para brasileiros

Próximo artigo

F-E: Vandoorne comanda dobradinha da Mercedes em Berlim e fica com o vice-campeonato

F-E: Vandoorne comanda dobradinha da Mercedes em Berlim e fica com o vice-campeonato
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Guilherme Longo