Dupasquier não resiste aos ferimentos de acidente na Moto3 e morre aos 19 anos

Piloto suíço estava em seu segundo ano na Moto3

Dupasquier não resiste aos ferimentos de acidente na Moto3 e morre aos 19 anos

O domingo é de luto para o mundo do esporte a motor. Jason Dupasquier não resistiu aos ferimentos do acidente sofrido no sábado durante a classificação da Moto3 e faleceu na manhã deste domingo (30) aos 19 anos.

Dupasquier se envolveu em um grave acidente nos minutos finais da classificação da Moto3 em Mugello envolvendo também Ayumu Sasaki e Jeremy Alcoba. Os dois pilotos relataram que atingiram o piloto, mas saíram sem maiores problemas.

Leia também:

O suíço foi imediatamente atendido no local do acidente pelos médicos. Depois de uma avaliação inicial, os médicos solicitaram rapidamente o helicóptero, para transportar o piloto ao hospital Careggi de Florença para exames e tratamento adicional.

Os boletins médicos iniciais apontavam que Dupasquier havia sofrido um politrauma e estava com quadro clínico crítico, com traumatismo cranioencefálico, além de traumas torácicos e abdominais. A gravidade de sua situação fez com que a equipe médica aguardasse uma evolução de seu quadro antes de operá-lo.

"Dupasquier estava envolvido em um incidente com múltiplos pilotos entre as curvas nove e dez, com a sessão interrompida na sequência", escreveu a MotoGP em comunicado divulgado neste domingo.

"Os veículos de intervenção médica da FIM chegaram ao local imediatamente e o piloto suíço foi atendido na pista antes de ser transferido pelo helicóptero médico, em estado estável, para o Hospital Careggi, em Florença".

"Apesar dos melhores esforços da equipe médica do circuito e de todos que o atenderam, o hospital anunciou que infelizmente Dupasquier sucumbiu aos seus ferimentos. A FIM, IRTA, MSMA e a Dorna Sports enviam seus sentimentos à família, amigos e equipe de Dupasquier".

Jason era filho de Philippe Dupasquier, ex-piloto de motocross, de onde surgiu sua paixão pelo esporte. Seu início no esporte a motor veio na onda da carreira do pai, começando com as estradas de terra antes de partir para as pistas.

Nas categorias de acesso, começou sua trajetória em 2015, com a ADAC Junior Cup, categoria pela qual foi campeão já no ano seguinte. Em 2017, conquistou o título da North European Cup, na categoria de Moto3.

Dupasquier seguiu sua trajetória nas Moto3 disputando o Espanhol da categoria e em 2019, passou a integrar o Mundial de Motovelocidade, começando com a Rookies Cup.

Estreou na Moto3 em 2020, correndo pela PrüstelGP. A bordo de uma KTM RC 250 GP, teve um ano de adaptação, terminando o ano sem pontos e tendo como melhor resultado a 17ª posição na etapa de Le Mans.

Em 2021, seguiu com a PrüstelGP na Moto3 e começou a entregar bons resultados. Em cinco etapas disputadas, já acumulava 27 pontos e o décimo lugar na classificação, com a sétima posição na prova de Jerez sendo sua melhor posição de chegada.

Entenda o acidente

Na saída da Arrabbiata 2, Dupasquier perdeu o controle de sua moto no topo da colina na saída da curva 9, a segunda curva rápida da Arrabibiata. Neste trecho, de visibilidade reduzida, os pilotos que chegaram atrás dele a toda velocidade tiveram problemas para evitá-lo.

“Foi uma qualificação maluca. Conseguimos fazer uma volta e na última estávamos melhorando, mas um piloto caiu na minha frente. A moto dele estava na pista e eu não pude evitar. Bati na moto dele, forte. Felizmente, estou bem. Tudo dói, especialmente meu pé, mas não está quebrado ", explicou Sasaki após sair do centro médico.

Essa foi a primeira vez em anos que o helicóptero foi acionado para intervir diretamente na pista. As condições de Dupasquier obrigaram os médicos a adotar essa solução para evitar que o piloto fosse levado ao centro médico.

Giancarlo de Filippo, chefe médico da MotoGP, comentou sobre o quadro do piloto e deu breves explicações sobre o atendimento feito a Dupasquier ainda na pista.

"O piloto número 50, Jason Dupasquier, esteve envolvido em uma batida muito séria durante a classificação para a Moto3. E a equipe de intervenção médica da FIM chegou imediatamente ao local e, após procedimentos iniciais, ele foi transferido para o hospital Careggi em estado estável".

"No momento, o que sabemos ao certo é que sua condição é muito séria e, como disse, estamos aguardando atualizações do hospital".

Explicando o atendimento a Dupasquier, Filippo acrescentou: "Isso foi feito porque era o modo mais rápido e o melhor jeito de ativar seu caso, considerando a gravidade do acidente".

Christian Fittipaldi revela detalhes desconhecidos do dia da morte de Senna

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: O que a liderança inédita de Verstappen representa na F1?

 

compartilhar
comentários
Moto3: Dupasquier está em estado grave após acidente; médicos aguardam para fazer operação
Artigo anterior

Moto3: Dupasquier está em estado grave após acidente; médicos aguardam para fazer operação

Próximo artigo

Mundo do esporte a motor lamenta morte de Dupasquier

Mundo do esporte a motor lamenta morte de Dupasquier
Carregar comentários