Após avanços em Misano, dupla da Suzuki está confiante

Aleix Espargaró e Maverick Viñales ficaram muito satisfeitos com os avanços que a Suzuki conseguiu durante as sessões de testes em Misano e creem que moto apresentará bom rendimento em Indianápolis

Após avanços em Misano, dupla da Suzuki está confiante
Aleix Espargaro, Team Suzuki MotoGP
Kevin Schwantz and Aleix Espargaro, Team Suzuki MotoGP
Aleix Espargaro e Maverick Viñales, Team Suzuki MotoGP
Aleix Espargaro e Maverick Viñales, Team Suzuki MotoGP
Carregar reprodutor de áudio

A Suzuki acompanhou Honda e Ducati nos testes em Misano, nesta semana, dedicando dois dias a testes na moto e no terceiro avaliou os pneus Michelin, que retornarão como compostos exclusivos da MotoGP em 2016. Os pilotos da marca, Aleix Espargaró e Maverick Viñales, avaliaram uma série de modificações e avaliaram o resultado como positivo.

No GP da Alemanha, Espargaró sofreu nas curvas de baixa e elogiou o comportamento da moto nas curvas de alta, enquanto Viñales relatou sensações opostas às do companheiro de equipe. Os dois terminaram em décimo e décimo primeiro, separados apenas por centésimos, com Espargaró à frente.

O objetivo dos testes era buscar soluções para os problemas relatados pela dupla. Freios, pneus e eletrônica foram os itens avaliados na GSX-RR, que disputa a primeira temporada em 2015. Tanto Espargaró quanto Viñales se mostraram bastante satisfeitos com os dados obtidos nos testes.

 Estou tão animado que, por mim, a corrida em Indianápolis seria na próxima semana

Maverick Viñales

"Creio que os testes foram extremamente produtivos, identificamos as áreas em que precisamos melhorar. Nossas dificuldades nas curvas de baixa foram solucionadas e fizemos modificações no chassi que nos serão úteis em todas as provas daqui pra frente. Estou tão animado que, por mim, a corrida em Indianápolis seria na próxima semana", disse Viñales, empolgado.

Espargaró também se mostrou satisfeito e reiterou as palavras do companheiro. "O calor incomodou bastante, mas estou satisfeito. Foi bom voltar ame sentir confortável com a moto nas curvas de baixa. Experimentamos muitas soluções e a moto respondeu bem às mudanças no acerto e na eletrônica, além dos pneus duros, alterações que nos serão úteis nas próximas corridas. Não vejo a hora de voltar a correr, pois fiquei com um gosto amargo em Sachsenring”

Apesar de satisfeita com os testes, nem tudo foi perfeito para a Suzuki: nada de testar o câmbio seamless em Misano e nada foi dito até o momento sobre a utilização da tecnologia no GP dos Estados Unidos, em Indianápolis, no dia 9 de agosto.

compartilhar
Dono da equipe Forward da MotoGP é preso na Suíça
Artigo anterior

Dono da equipe Forward da MotoGP é preso na Suíça

Próximo artigo

Marquez lamenta morte de pilotos espanhóis

Marquez lamenta morte de pilotos espanhóis