Grazie Vale: Rossi encerra história na MotoGP com décima colocação em Valência; Bagnaia vence

Corrida na Espanha é marcada por emoção com despedida do maior nome da história do motociclismo e triunfo de Pecco

Grazie Vale: Rossi encerra história na MotoGP com décima colocação em Valência; Bagnaia vence
Carregar reprodutor de áudio

Francesco Bagnaia venceu a etapa de Valência da MotoGP, que teve suas atenções voltadas à Valentino Rossi. A lenda do motociclismo fez sua última corrida na categoria rainha e chegou na décima colocação, encerrando uma das histórias mais gloriosas do esporte a motor sob aplausos da torcida na Espanha e queima de fogos no autódromo.

Foram nove títulos no mundial da divisão, 89 vitórias, 199 pódios e a consagração como o maior nome da história sobre duas rodas. O Doutor agora começará um novo legado e partirá para os carros, com participação já marcada nas 12 Horas do Golfo.

Leia também:

A corrida

Jorge Martín manteve a liderança na largada, enquanto o segundo colocado Bagnaia perdeu duas posições, para Jack Miller e Bagnaia. Saindo de décimo, Rossi ganhou uma posição e o campeão antecipado Fabio Quartararo subiu duas.

 

O espanhol disputava a ponta com o australiano da Ducati, que cometeu um erro quando tentava assumir a primeira colocação e acabou ultrapassado por Joan Mir e Pecco, que se recuperava do mau começo.

Quartararo foi mais um a deixar Miller para trás e já estava no top 5 com 23 voltas para o final da corrida. Mais atrás, Takaaki Nakagami caía e ficava de fora da corrida.

 

Álex Rins foi um dos que largaram bem e conseguiu subir posições no pelotão até tomar o terceiro lugar de Mir para ir ao ataque de Bagnaia, que já era o vice-líder. O italiano teria que se aproximar de Martín, que abria na liderança, para não ter que se preocupar em segurar os ataques do espanhol da Suzuki.

No entanto, o ímpeto do rival não durou muito, pois ele caiu na Curva 6 com 17 voltas para o final e abandonou a corrida.

 

Isso deixou Pecco mais 'relaxado' na segunda colocação, o que o deu a oportunidade de focar em atacar Martín pela liderança e os dois ficaram colados. Mir recuperava a terceira posição e o pódio com a queda de seu compatriota e sem muito perigo oferecido por Miller, que aparecia mais distante em quarto. Quartararo fechava o top 5 a quase dois segundos do australiano.

Com 13 voltas para o final, Bagnaia assumiu a liderança com uma ultrapassagem na última curva do circuito e abria caminho para a segunda vitória consecutiva, com direito a volta mais rápida e quebra do recorde da pista, que era de Marc Márquez.

Martín teria que se preocupar com Mir e Miller, que havia conseguido tirar a diferença e os quatro primeiros estavam agora muito próximos.

 

A disputa mais equilibrada era pelo terceiro lugar. Martín conseguiu se afastar de Mir e Miller e ficou a um segundo dos dois, enquanto o piloto da Ducati seguia na cola do rival da Suzuki.

Pouco depois, o australiano conseguiu a ultrapassagem e tentava diminuir a desvantagem para Martín e buscar a segunda colocação com cinco voltas para o final, enquanto Bagnaia abria na liderança.

 

Apesar dos pneus do espanhol estarem gastos, ele conseguiu manter sua posição e o top 3 se manteve inalterado até o fim, com a quarta vitória de Bagnaia em um segundo semestre muito forte do italiano.

Seu compatriota, a lenda Valentino Rossi, terminava a corrida na décima colocação e encerrava uma história de 25 anos no mundial de motociclismo, com nove títulos contando os triunfos na 250cc e 125cc, 89 vitórias e 199 pódios. As atenções do circuito se voltaram para ele na última corrida do ano da MotoGP.

 
 

Resultado final

Cla   # Piloto Moto Voltas Tempo Diferença Intervalo km/h Abandono Pontos
1   63 Italy Francesco Bagnaia Ducati 27 -         25
2   89 Spain Jorge Martin Ducati 27 0.489 0.489 0.489     20
3   43 Australia Jack Miller Ducati 27 0.823 0.823 0.334     16
4   36 Spain Joan Mir Suzuki 27 5.214 5.214 4.391     13
5   20 France Fabio Quartararo Yamaha 27 5.439 5.439 0.225     11
6   5 France Johann Zarco Ducati 27 6.993 6.993 1.554     10
7   33 South Africa Brad Binder KTM 27 8.437 8.437 1.444     9
8   23 Italy Enea Bastianini Ducati 27 10.933 10.933 2.496     8
9   41 Spain Aleix Espargaro Aprilia 27 12.651 12.651 1.718     7
10   46 Italy Valentino Rossi Yamaha 27 13.468 13.468 0.817     6
11   21 Italy Franco Morbidelli Yamaha 27 14.085 14.085 0.617     5
12   4 Italy Andrea Dovizioso Yamaha 27 16.534 16.534 2.449     4
13   73 Spain Alex Marquez Honda 27 17.059 17.059 0.525     3
14   88 Portugal Miguel Oliveira KTM 27 18.221 18.221 1.162     2
15   27 Spain Iker Lecuona KTM 27 19.233 19.233 1.012     1
16   12 Spain Maverick Viñales Aprilia 27 19.815 19.815 0.582      
17   10 Italy Luca Marini Ducati 27 28.860 28.860 9.045      
18   9 Italy Danilo Petrucci KTM 27 32.169 32.169 3.309      
  dnf 42 Spain Alex Rins Suzuki 10         Abandono  
  dnf 30 Japan Takaaki Nakagami Honda 4         Abandono  

F1 2021: Guerra na pista e nos bastidores: Interlagos FERVE no sábado | Q4

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #145 - TELEMETRIA: Rico Penteado analisa fim de semana em Interlagos

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Martín supera Bagnaia e conquista pole em Valência; Rossi é 10º em despedida
Artigo anterior

MotoGP: Martín supera Bagnaia e conquista pole em Valência; Rossi é 10º em despedida

Próximo artigo

Rossi estava "preocupado" antes de sua corrida de despedida "especial" da MotoGP

Rossi estava "preocupado" antes de sua corrida de despedida "especial" da MotoGP