Iannone e Laverty se desentendem após treino da MotoGP

Pilotos discutem durante treino de largada no TL2 e trocam farpas pela imprensa depois de voltarem aos boxes

Iannone e Laverty se desentendem após treino da MotoGP
Eugene Laverty, Aspar MotoGP Team
Andrea Iannone, Ducati Team
Andrea Iannone, Ducati Team
Andrea Iannone, Ducati Team
Andrea Iannone, Ducati Team
Eugene Laverty, Aspar Team MotoGP
Eugene Laverty, Aspar Team MotoGP
Andrea Iannone, Ducati Team
Eugene Laverty, Aspar Team MotoGP

O segundo treino livre da MotoGP na Áustria foi marcado por uma troca de palavras nada amigável entre Andrea Iannone e Eugene Laverty após a bandeira quadriculada. Segundo mais rápido, Iannone sentiu que Laverty, 21º, o segurou em sua última volta rápida.

O italiano resolveu iniciar uma discussão com irlandês ainda na pista, durante o tradicional treino de largada depois do fim das sessões livres. Eugene respondeu mantendo o tom e ambos gesticularam enquanto os outros pilotos treinavam largada ao redor.

"Minha última volta foi a minha mais rápida, e ele teve que me ultrapassar", explicou Laverty. "Depois, quando paramos para treinar largada, ele apontou para a cabeça e os olhos e me disse que eu tinha que olhar para onde estava indo, olhar para ele. Mais ou menos deixá-lo passar.”

"Ele está falando como se eu estivesse lento, e eu não estava."

Em sua volta final, o irlandês do norte ficou com o 21º lugar no geral, a 2s5 de Iannone, segundo colocado.

"Ele não tem respeito por ninguém", Laverty acrescentou. "Eu disse: 'está brincando comigo, porra?' Ele precisa ter respeito.”

"Se tem alguém andando devagar, os outros ficam irritados. Eu entendo isso. Mas você pode ver na tabela de tempos que a minha última volta foi a minha mais rápida. Fui mais lento do que ele, mas a volta era minha.”

"Esse cara tem feito coisas loucas durante todo o ano, e isso para mim foi a cereja no topo do bolo. Como você pode pensar em dizer a outro piloto que ‘precisa sair da pista'?”

"Fiz minha volta mais rápida, eu não vou sair da pista, ele que tem que me ultrapassar. O que ele estava pensando? Claro que, para um cara que se chama de 'Crazy Joe', assim que eu levantei minha voz, ele se afastou.”

"É a única coisa que me deixa com raiva, porque eu corro com respeito. Ele tem de respeitar todo mundo, especialmente os caras indo a 300 km/h com você. Você tem que respeitar todos os outros caras.”

"E eu acho que a maioria dos outros pilotos fazem o mesmo. Desde crianças, correndo com cinco anos, aprendemos a respeitar todo mundo. Meus pais me ensinaram, eu mantenho a mesma mentalidade.”

"Estamos no topo, ele é um modelo para outros caras e crianças que admiram ele. Essa não é a maneira que você deve agir."

Iannone insiste que "não há problema"

Quando os comentários de Laverty foram transmitidos a Iannone, ele perguntou: "não tenho respeito por outros pilotos? Por quê?”

"Tentei explicar a ele, mas meu Inglês é muito ruim. É possível que ele não tenha entendido muito bem. Acho que depois das entrevistas, vou tentar explicar mais uma vez. Acho melhor.”

"Eu tentei explicar: 'Eugene, da próxima vez preste um pouco mais de atenção’, porque quando eu tentei passar por ele, freei muito tarde, porque era a minha volta rápida. Só que ele freou depois de mim.”

"Quando eu entrei na curva 4, se não freasse a moto, seria um desastre completo. Ele poderia me tocar e nós dois cairíamos.”

"Mas tudo bem, não há problema. Não estou zangado com ele e eu não tenho problema com ele. Foi no treino, não tem problema."

compartilhar
comentários
Aleix Espargaró fratura dedo após queda no TL2

Artigo anterior

Aleix Espargaró fratura dedo após queda no TL2

Próximo artigo

Rossi não dá vitória da Ducati como certa na Áustria

Rossi não dá vitória da Ducati como certa na Áustria
Carregar comentários