MotoGP
R
GP da Áustria
13 ago
Próximo evento em
8 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
Canceled
R
GP de San Marino
10 set
Próximo evento em
36 dias
15 out
Próximo evento em
71 dias
R
GP de Aragón
16 out
Próximo evento em
72 dias
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
R
GP da Malásia
29 out
Canceled
R
GP de Valência
13 nov
Próximo evento em
100 dias

Kallio: "Foi uma decepção não ser piloto titular da KTM"

compartilhar
comentários
Kallio: "Foi uma decepção não ser piloto titular da KTM"
Por:
Traduzido por: Daniel Betting
24 de dez de 2017 15:59

Piloto de teste da KTM, Mika Kallio, admite que está desapontado por não ter conseguido garantir a posição de titular na equipe da marca austríaca na MotoGP

Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing

O piloto finlandês Mika Kallio, que competiu pela última vez uma temporada completa na MotoGP em 2010 com a Pramac Ducati, faz parte da equipe de testes da KTM desde o final de 2015, sendo responsável por estrear o protótipo austríaco na categoria principal no GP de Valencia de 2016.

Durante 2017, Kallio participou de quatro GPs como wildcard, conseguindo pela primeira vez para a KTM um top10 na corrida disputada em casa, o GP da Áustria e atingindo a 11ª posição em Aragón.

Resultados brilhantes para uma moto estreante que foram contrastados com os problemas que ele teve durante a maior parte da temporada de Bradley Smith. O britânico concluiu a temporada em 21º no geral com 29 pontos, 26 menos do que o outro piloto da marca, Pol Espargaró, que terminou em 17º com 55 pontos. Uma situação que colocou em dúvida a continuidade de Smith no projeto e ativou as opções de Kallio para substituí-lo.

No entanto, a KTM finalmente decidiu manter o segundo ano do contrato do britânico, dizendo que não seria "justo" demiti-lo apesar da falta de resultados.

"Houve muita discussão e rumores, mas já conhecemos a situação agora", disse Kallio, que em 2018 aproveitará cinco wildcards durante a temporada.

"Basicamente vou continuar fazendo o mesmo trabalho que fiz nestes dois últimos anos, piloto de teste. Ao mesmo tempo, vou disputar algumas corridas para a KTM como convidado ".

"Eu acho que todos sabiam qual era o meu objetivo, eu disse muitas vezes ao longo do ano que eu gostaria de demonstrar minhas habilidades e minha velocidade, e que eu gostaria de ser um piloto de corrida de novo".

"Mas não vai ser assim, é claro que foi uma decepção, mas ao mesmo tempo estou feliz em poder ficar na KTM".

"Sinto-me realmente bem aqui, conheço a fábrica, a equipe e, de alguma forma, foi bom poder encontrar uma maneira de ficarmos juntos".

"É algo que eu gostaria de manter no futuro. Você nunca sabe o que pode acontecer e pelo menos eu poderei disputar algumas corridas em 2018, e isso está bem".

Kallio vai se juntar aos titulares Espargaró e Smith nos GPs da Espanha, Catalunha, Alemanha, Áustria e Aragón para o guidão de uma terceira RC16 em 2018.

Informação adicional de Gerald Dirnbeck

Rossi estrela comercial de patrocinador em Tóquio

Artigo anterior

Rossi estrela comercial de patrocinador em Tóquio

Próximo artigo

Luthi: "Nem todos são Marc Márquez"

Luthi: "Nem todos são Marc Márquez"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Mika Kallio
Equipes Red Bull KTM Factory Racing (MXGP)
Autor Lewis Duncan