Márquez não consegue explicar acidente na Argentina

Espanhol diz que perdeu o controle da moto de maneira “estranha”, mas admite erro em Termas de Rio Hondo

Márquez não consegue explicar acidente na Argentina
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, crash
Carregar reprodutor de áudio

Atual campeão da MotoGP, Marc Márquez disse após o GP da Argentina que não tem explicação para seu acidente enquanto liderava a prova, ainda em seu início. O piloto perdeu a frente na curva 2 e foi parar na caixa de brita.

"Honestamente, eu não sei", disse Márquez quando perguntado sobre o motivo de sua queda. "O acidente foi realmente estranho. Eu estava apenas em um ângulo de 25 graus.”

"Eu estava completamente em linha reta naquele ponto de frenagem. Ok, eu travei a frente e por algum motivo não estava pronto o suficiente, o pneu.”

"Eu estava me sentindo muito bem com a moto. Eu estava sendo rápido, mas não muito.”

"Foi um erro meu. Claro que estou muito desapontado comigo, porque sei que esse tipo de erro pode ter um impacto muito grande no campeonato, mas agora já está feito."

Márquez disse que ficou surpreso com sua boa liderança no início, dizendo que não era "extremamente rápido". Segundo o espanhol, ele simplesmente iniciou com um ritmo de corrida rápido mais cedo que os concorrentes.

"Depois de três ou quatro voltas os outros também entraram em 1min39s alto, 1min40s baixo", disse ele. "Esse era meu ritmo de corrida, por isso estava liderando a corrida."

Pedrosa pego pelas ondulações

Dez voltas depois de Márquez, Dani Pedrosa se acidentou na mesma curva enquanto estava lutando pelo quarto lugar no segundo grupo, com a Tech 3 Yamaha de Johann Zarco e a Pramac Ducati de Danilo Petrucci.

O espanhol diz que seu acidente foi causado pela perda da frente nas ondulações.

"Em geral, este fim de semana foi difícil para a estabilidade da moto. Nas ondulações foi realmente difícil manter a moto calma.”

"Na corrida, eu fiquei preso atrás de Petrucci. Ele estava mais lento, mas abria bem a aceleração e tinha muita velocidade. Era muito difícil passá-lo.”

"Uma vez que me vi livre, consegui um bom tempo de volta, mas caí na volta seguinte. Portanto, infelizmente eu caí duas vezes neste fim de semana com o mesmo pneu, mas não sei se isso teve alguma relação com a escolha."

compartilhar
comentários
Lorenzo vê pior início da carreira “difícil de aceitar”
Artigo anterior

Lorenzo vê pior início da carreira “difícil de aceitar”

Próximo artigo

Dovizioso critica e culpa Petrucci por queda na Argentina

Dovizioso critica e culpa Petrucci por queda na Argentina
Carregar comentários