Márquez revela pedido de chefe da Honda para não cair

Pensando em atacar Jorge Lorenzo durante o GP da Espanha, bicampeão da MotoGP segurou ímpeto de vencedor por pontos no campeonato

Márquez revela pedido de chefe da Honda para não cair
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Podium: third place Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team Michelin tyre
Carregar reprodutor de áudio

Líder do campeonato com 17 pontos à frente de Jorge Lorenzo após o GP da Espanha, Marc Márquez disse que controlou sua vontade de passar o piloto da Yamaha pelo segundo lugar após temer uma queda na segunda metade do GP da Espanha deste domingo.

Pensando no campeonato e com uma pressão extra para não cometer erros do vice-presidente de competições da Honda, o espanhol de 23 anos tomou uma decisão “difícil”: manter apenas sua posição no lugar mais baixo do pódio.

"Eu tentei desde o início. Larguei bem, mas depois Dani Pedrosa me ultrapassou. Depois eu o passei e comecei a seguir Jorge Lorenzo", disse Marquez.

"Eu vi em algumas voltas que talvez pudesse conseguir ultrapassar Jorge, mas já comecei a sentir o pneu dianteiro bastante quente, então decidi esperar um pouco. Depois vi que para o meu estilo de pilotagem a temperatura estava muito alta. Sentia muito, especialmente nos pontos de frenagem.”

"Não estava conseguindo parar a moto quando estava atrás de Jorge. Ele começou a abrir alguns metros a cada aceleração, tentei recuperar nos pontos de frenagem, mas estava superaquecendo o pneu dianteiro.”

“Tomei uma decisão difícil e disse: 'hoje 16 pontos são o suficiente, esta é nossa posição’.”

"Claro, talvez no ano passado fosse ser diferente, mas neste inverno eu aprendi muito e já antes da corrida Shuhei Nakamoto (vice-presidente da Honda Racing Corporation) me disse para 'por favor' terminar a corrida."

compartilhar
comentários
Lorenzo lamenta problema e diz: “poderia ter vencido"
Artigo anterior

Lorenzo lamenta problema e diz: “poderia ter vencido"

Próximo artigo

Aos 37 anos, Rossi tem performance mais dominante da vida

Aos 37 anos, Rossi tem performance mais dominante da vida