Conteúdo especial

Aos 37 anos, Rossi tem performance mais dominante da vida

Pela primeira vez na história o heptacampeão da MotoGP conquistou um “Grand Chelem”; Brad Binder bate recorde de Márquez na Moto3

Podium: winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Gold and Goose / Motorsport Images

Winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing celebrates with the team in parc ferme
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing celebrates with the team in parc ferme
Winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Podium: winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, second place Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Podium: Winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo
Brad Binder, Red Bull KTM Ajo

Feliz com sua performance no GP da Espanha do último domingo, Valentino Rossi se surpreendeu com um fato até este domingo completamente inédito em sua carreira no campeonato mundial.

Vinte anos depois de ter feito sua estreia, no GP da Malásia das 125cc em 1996, o piloto ganhou liderando todas as voltas após largar da pole position e registrar a volta mais rápida da prova – o chamado “Grand Chelem” ou “Grand Slam”.

Alcançando a 113ª vitória (juntando 125cc, 250cc e MotoGP) neste domingo e aos 37 anos, Rossi jamais havia tido uma performance tão dominadora em toda a carreira juntando as três categorias. Na MotoGP, jamais havia liderado todas as voltas de uma corrida.

Falando em hat-tricks (pole, volta mais rápida e vitória), Valentino não conquistava um desde o GP de San Marino de 2009, ano de seu último título na MotoGP. Esta corrida foi um ano e meio antes do italiano confirmar sua famigerada ida para a Ducati, que acabou dividindo sua carreira em dois pela falta de sucesso com a montadora italiana. Esta é apenas a oitava vitória de Rossi após sua volta à Yamaha em 2013.

Este triunfo coloca Rossi apenas nove atrás do recordista de vitórias do campeonato mundial, Giacomo Agostini, que possui 122 juntando todas as categorias.

Brad Binder bate recorde de Marc Márquez

Até o último final de semana, Brad Binder não sabia o que era vencer uma corrida no mundial. Isso mudou de maneira notória no GP da Espanha da Moto3. Ele se tornou o primeiro piloto da África do Sul a vencer um GP no mundial desde 1981 e em grande estilo.

Classificado em segundo no grid, ele foi forçado a largar de 35º e último após seu time ter cometido uma infração no mapeamento eletrônico do software de sua moto. Mesmo tendo recorrido da punição, o piloto e a equipe Red Bull KTM Ajo não conseguiram reverter a pena.

O que se viu foi um show de Binder, passando a primeira volta em 21º e já na volta três figurando dentro da zona de pontuação (top-15). Na volta seis, ele era o décimo. Na oito, o quarto. Ele assumiria o primeiro lugar na volta 18, fechando as 23 voltas da corrida com uma vantagem de 3s336 ante ao segundo colocado.

Com a recuperação em sua primeira vitória, Binder superou um grande recorde de Marc Márquez estabelecido em 2012 no GP de Valência da Moto2. Nesta prova, Márquez foi obrigado a largar de último (33º) também e venceu após recuperar 32 posições. Binder recuperou 34 neste domingo.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Márquez revela pedido de chefe da Honda para não cair
Próximo artigo Viñales admite que ver dobradinha da Yamaha o anima

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil