MotoGP
15 out
Evento encerrado
18 out
Evento encerrado
25 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
08 nov
Evento encerrado
22 nov
Evento encerrado

MotoGP: Empresário confirma saída de Dovizioso da Ducati no final de 2020

compartilhar
comentários
MotoGP: Empresário confirma saída de Dovizioso da Ducati no final de 2020

Decisão seria tomada pela Ducati após o GP da Estíria, mas o piloto foi mais rápido

Depois de uma negociação que se arrastava há meses e um relacionamento que vinha se deteriorando rapidamente após o início da temporada 2020 da MotoGP, o empresário de Andrea Dovizioso confirmou neste sábado que o piloto não seguirá com a Ducati em 2021.

O italiano assinou com a montadora em 2013 e foi uma peça fundamental na reconstrução da equipe oficial, vencendo 13 corridas entre 2016 e 2020, sendo vice-campeão nas últimas três temporadas.

Leia também:

Enquanto a permanência do piloto para 2021 parecia algo certo no início do ano, a negociação do novo contrato encontrou impasses durante a paralisação. A Ducati queria evitar contratos substanciais devido à crise financeira causada pela pandemia, enquanto Dovizioso não aceitava um corte salarial.

Na quinta, no Red Bull Ring, o chefe da Ducati, Davide Tardozzi disse que uma decisão sobre o futuro de Dovizioso seria tomada apenas após o GP da Estíria, no próximo final de semana.

Porém, após uma reunião realizada neste sábado na Áustria entre a Ducati e Simone Battistella, empresário de Dovizioso, Battistella revelou que o piloto tomou a decisão de não renovar com a equipe.

"Comunicamos a Ducati hoje que Andrea não pretende seguir com eles nos próximos anos", disse Battistella à Sky Itália. "Agora ele quer focar nesse campeonato, nas próximas corridas, mas vamos dizer que ele não sentia que as condições eram ideais para seguir no futuro".

O empresário de Dovizioso disse que não houve uma proposta por parte da Ducati para 2021, acrescentando: "Na prática nem chegamos a tocar na parte econômica. Não houve propostas ou negociações [para 2021]".

Em junho, Battistella disse que um ano sabático era uma opção para o piloto em 2021 caso não recebesse um acordo aceitável da Ducati.

Ele acrescentou: "Andrea pretende continuar correndo, obviamente, se ele encontrar um programa aceitável e uma proposta para isso".

Com a única vaga fora da Ducati ainda em aberto sendo da Aprilia, que atualmente segue a espera da situação de Andrea Iannone, que deve ser julgado em outubro, a permanência de Dovizioso no grid em 2021 é questionável.

SEXTA-LIVRE: Hamilton e Bottas dão show com a Mercedes na Espanha

PODCAST: O que aconteceria em um duelo Hamilton X Verstappen em igualdade de condições?

 

MotoGP: Ducati e Dovizioso vão decidir futuro após a Áustria; Lorenzo é opção

Artigo anterior

MotoGP: Ducati e Dovizioso vão decidir futuro após a Áustria; Lorenzo é opção

Próximo artigo

MotoGP: Viñales crava volta voadora e conquista pole na Áustria

MotoGP: Viñales crava volta voadora e conquista pole na Áustria
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Andrea Dovizioso
Equipes Ducati Team