MotoGP: Márquez admite que não brigará por título de 2022

Espanhol diz que precisa de projeções realistas e que luta por título não está em seus planos

MotoGP: Márquez admite que não brigará por título de 2022
Carregar reprodutor de áudio

Marc Márquez admite que “não lutará pelo título” na temporada 2022 da MotoGP e viu isso ficar claro nas últimas três corridas.

Esperava-se que o hexacampeão mundial fosse um candidato ao título de 2022, quase totalmente recuperado do braço direito gravemente quebrado que o afastou da temporada de 2020 e das duas primeiras corridas em 2021.

Leia também:

Mas o difícil novo modelo da Honda, a RC213V, juntamente com uma lesão no olho que o forçou a perder a etapa da Argentina, o deixou a 45 pontos da liderança do campeonato no GP da França deste fim de semana.

Com dificuldades na sexta-feira em Le Mans e terminando em 14º nas tabelas de tempos combinadas, Márquez admitiu que está cerca de quatro décimos do melhor em long run, o que o fez admitir que não tem perspectivas de título este ano.

“Antes da temporada começar, você trabalha para conquistar o título, então, quando as corridas começam, pouco a pouco, os rivais colocam você onde você está e o que você pode almejar”, ​​disse Márquez na sexta-feira em Le Mans.

“É quando você tem que entender o que você pode aspirar. Tentei.

“Tive a lesão no olho e nestas últimas três corridas em Austin, Portimão e Jerez vi que não estamos prontos para lutar pelo campeonato.

“Por mais que eu queira, não estamos aqui para lutar pelo título.

“Você tem que estabelecer metas realistas, você não pode pensar em vencer uma corrida quando está lutando para entrar no top 10, seria frustração atrás de frustração.

“Estabelecemos metas realistas para ter pequenas motivações, como o quarto lugar em Jerez. Foi comemorado, sim, porque era um objetivo muito bom e realista que nos propusemos e conseguimos.

“Precisamos celebrar as coisas para continuar pressionando, e espero que possamos comemorar vitórias no futuro, mas no momento não estamos aqui para falar sobre nada.”

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Olhando para o sábado, Márquez sente que simplesmente entrar no top 10 no final do TL3 e, assim, conquistar um lugar direto na sessão de disputa da pole será um bom resultado.

“Hoje acelerei, tentei estar lá e que hoje nossa posição era estar entre o oitavo e o 10º”, acrescentou.

“Com pneus usados ​​estávamos lá, mas quando montamos os pneus novos não melhoramos. Precisamos ver se posso tirar proveito do pneu novo no TL3.

“Não estaremos entre os cinco primeiros, estar entre os 10 primeiros seria um bom resultado.”

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #177 - Red Bull 'roubou' status de favorita ao título da Ferrari?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Chefe da Yamaha vê Quartararo no mesmo nível de Rossi e Márquez
Artigo anterior

MotoGP: Chefe da Yamaha vê Quartararo no mesmo nível de Rossi e Márquez

Próximo artigo

MotoGP: Honda confirma que conversa com Mir e Rins para 2023

MotoGP: Honda confirma que conversa com Mir e Rins para 2023