MotoGP
25 mar
Próximo evento em
19 dias
R
GP da Argentina
08 abr
Postponed
R
GP das Américas
15 abr
Postponed
R
GP da Espanha
29 abr
Próximo evento em
54 dias
R
GP da França
13 mai
Próximo evento em
68 dias
R
GP da Itália
27 mai
Próximo evento em
82 dias
R
GP da Catalunha
03 jun
Próximo evento em
89 dias
R
GP da Alemanha
17 jun
Próximo evento em
103 dias
R
GP da Holanda
24 jun
Próximo evento em
110 dias
R
GP da Finlândia
08 jul
Próximo evento em
124 dias
R
GP da Áustria
12 ago
Próximo evento em
159 dias
R
GP da Grã-Bretanha
26 ago
Próximo evento em
173 dias
R
GP de Aragón
09 set
Próximo evento em
187 dias
R
GP de San Marino
16 set
Próximo evento em
194 dias
R
GP do Japão
30 set
Próximo evento em
208 dias
R
GP da Tailândia
07 out
Próximo evento em
215 dias
R
GP da Austrália
21 out
Próximo evento em
229 dias
28 out
Próximo evento em
236 dias
R
GP de Valência
11 nov
Próximo evento em
250 dias

MotoGP: Morbidelli diz que fez a melhor corrida da carreira em Teruel

Piloto comemora sua segunda vitória do ano na categoria, que o coloca de volta na briga pelo campeonato com três corridas restantes na temporada

compartilhar
comentários
MotoGP: Morbidelli diz que fez a melhor corrida da carreira em Teruel

No último sábado (24), Franco Morbidelli foi rápido quando na entrevista coletiva da pole perguntaram se ele ajudaria Fábio Quartararo a vencer o Mundial, respondendo com outra pergunta: “Por que não estamos na luta do campeonato?”.

A resposta contundente veio neste domingo em forma de vitória no GP de Teruel, um triunfo inapelável, dominando a corrida do início ao fim, liderando todas as voltas e esmagando a poderosa Suzuki, que completou o pódio.

Leia também:

Depois da corrida, assim como fez em sua primeira vitória na MotoGP, em Misano, a primeira coisa que Morbidelli fez foi dar os parabéns a sua equipe.

“Ramón e Andy fizeram um trabalho sensacional. Ontem ficaram trabalhando nos boxes até às 10 da noite tentando achar esses dois ou três décimos a mais que eu precisava, e esta manhã, no aquecimento, já me senti muito bem com a moto. Eu sabia que tinha que ir ao limite em cada volta e foi isso que fiz, dar o meu melhor e não pensar muito nos pneus", disse ele, referindo-se a Ramón Forcada, seu engenheiro de pista, e Andy Griffith, seu engenheiro eletrônico.

O ítalo-brasileiro rapidamente encontrou a frase para analisar uma vitória tão trabalhada quanto dominante no Motorland. "Minha análise é que talvez tenha sido a melhor corrida da minha vida", disse.

“Eu sabia que tinha que ser agressivo e comecei forte. Havia um pequeno obstáculo com Nakagami, mas então ele caiu e o caminho se abriu na minha frente. A partir daquele momento, disse a mim mesmo que teria que dar o meu melhor até o fim”, explicou o piloto da Petronas.

O italiano optou pela escolha de pneus médios na dianteira e na traseira, o que resultou bem. “Estava convencido do trabalho que tínhamos feito durante os treinos, por isso acreditei muito na durabilidade dos pneus e coloquei muita pressão desde o início. No final, tive alguns problemas, mas aparentemente os outros também. Foi uma corrida muito boa, forcei muito até quatro voltas do fim”.

No final de semana passado, neste mesmo circuito, Franco foi um dos pilotos mais fortes durante os treinos, mas não conseguiu encontrar seu ritmo na corrida e terminou em sexto. Desta vez, a tendência mudou e depois de um final de semana menos potente, a corrida foi impecável.

A chave foi, com certeza, melhorar a mudança de rumo nas curvas 14 e 15, onde sofreu muito no último domingo. “Melhoramos muito naquele setor que foi nosso ponto fraco na última corrida. Trabalhamos muito para evoluir e demos um grande passo. Desta vez invertemos a situação do final de semana passado”, admitiu.

A corrida de Teruel foi a segunda vitória de Morbidelli e o seu terceiro pódio, depois de terminar em segundo em Brno. Lá, como nas outras duas corridas, ele liderou muitas voltas sozinho, embora na primeira ocasião tenha sido derrotado por Binder e sua KTM , que cuidou melhor dos pneus.

Mas foi hoje que Franco viveu um "momento mágico" na corrida.

“Vi um vídeo do técnico de Vietti dizendo que Celestino entra em uma área um tanto mágica em algum momento da corrida. Sinceramente, não prestei muita atenção e zombei dele, mas hoje entendi o que ele quis dizer, porque tudo veio de uma forma muito natural. Então eu tive um nível muito alto de concentração. A corrida correu como água, foi uma viagem, as 23 voltas passaram como um estalar de dedos”, disse o italiano.

Com a vitória, Morbidelli está agora a 25 pontos do líder, Joan Mir, com três corridas e 75 pontos à frente. “Estamos a 25 pontos de distância. Você tem que ir corrida a corrida, porque estamos longe, na luta, mas longe. Vamos tentar continuar dando o nosso melhor como temos feito nesta segunda metade do campeonato, e nos dedicar nas últimas três corridas”, concluiu o piloto.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Hamilton deixa Schumi para trás e chega à vitória 92; o debate sobre o agitado GP de Portugal

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

TABELA: Mir se solidifica na liderança da MotoGP a três provas do final

Artigo anterior

TABELA: Mir se solidifica na liderança da MotoGP a três provas do final

Próximo artigo

MotoGP garante provas em Valência e Portimão, mas pede cuidados com protocolos após furos na bolha

MotoGP garante provas em Valência e Portimão, mas pede cuidados com protocolos após furos na bolha
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP