MotoGP: Organização do GP da Tailândia afirma que rumores de cancelamento são "mal entendido"

A categoria apresentou também o protocolo de combate à Covid-19 que estará em vigor durante o mês que passará no Catar

MotoGP: Organização do GP da Tailândia afirma que rumores de cancelamento são "mal entendido"

Na terça, surgiram rumores na imprensa tailandesa de que o governo local havia optado por adiar o início do novo contrato com a Dorna Sports para 2022, o que efetivamente cancelaria a edição de 2021 do GP da Tailândia da MotoGP. Mas um porta-voz do Circuito de Buriram veio a público afirmar que isso não passou de um "mal entendido".

A etapa tailandesa foi uma das primeiras a cair do calendário do ano passado, assim que a pandemia atingiu o esporte. O GP não constou em nenhuma das versões revisadas da temporada 2020, que acabou ficando apenas na Europa.

Leia também:

Motorsport.com buscou a Dorna e o Circuito de Buriram para comentar o caso, e ambos negaram os rumores.

"Há um mal entendido", diz um comunicado do circuito. "Na verdade o governo estava anunciando o adiamento da corrida de 2020, para realizá-la em 2021. O GP da Tailândia da MotoGP está mantido e mal podemos esperar para recebê-los em outubro".

A Tailândia passou a integrar o calendário da MotoGP em 2018, com as duas primeiras edições se mostrando muito lucrativas para o país.

A maior parte do mundo segue lutando contra a segunda onda da Covid-19, por conta das variantes de vários países. Isso já causou problemas para a MotoGP em 2021, tendo que cancelar a pré-temporada na Malásia, além do adiamento dos GPs da Argentina e dos Estados Unidos, adicionando no lugar uma segunda prova no Catar e uma etapa em Portimão.

Na terça, o circuito de Brno confirmou também que não realizará o tradicional GP da República Tcheca em 2021 porque a pista precisa de reformas e não há verba para sua relização no momento.

MotoGP terá protocolo especial de Covid no Catar

A temporada 2021 da MotoGP começa em 28 de março com a primeira de duas provas no Catar, no Circuito de Losail. E para evitar grandes problemas de deslocamento dentro do país do Oriente Médio, a categoria divulgou um protocolo que permitirá ao paddock entrar no Catar em março sem ter que passar por um período de quarentena antes da pré-temporada.

Entre 05 e 12 de março, a categoria rainha já deverá estar no país para os cinco dias de pré-temporada, enquanto as sessões da Moto2 e da Moto3 acontecerão de 19 a 21 de março, após mudança do local, de Jerez para Losail.

Atualmente, o protocolo de Covid-19 do Catar determina que qualquer pessoa que chegar no país precisa cumprir uma quarentena de seis dias antes de poder sair no sétimo dia, desde que apresente dois resultados negativos.

Porém, o protocolo da MotoGP permitirá ao paddock evitar essa quarentena, desde que apresentem um teste negativo em seu país de origem. Ao chegar no Catar, todos terão que passar por novos testes, onde ficarão isolados até obterem o resultado do exame.

A partir deste ponto, os protocolos de bolha estarão em vigor, com o paddock mantendo distanciamento social entre diferentes equipes. Caso alguém opte por sair do país antes da primeira corrida precisará passar pelos mesmos passos antes de entrar novamente.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Grosjean correrá na Indy em 2021 e GP em São Paulo pode ser investigado em CPI

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
GP da Tailândia da MotoGP deve ser cancelado em função da pandemia

Artigo anterior

GP da Tailândia da MotoGP deve ser cancelado em função da pandemia

Próximo artigo

Futuro de Rossi na MotoGP será decidido após "seis ou sete GPs"

Futuro de Rossi na MotoGP será decidido após "seis ou sete GPs"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Lewis Duncan