MotoGP: Quartararo busca recuperação em Misano para manter a liderança do campeonato

Piloto francês mantém a liderança no Mundial de MotoGP apesar de uma alarmante recessão competitiva nas últimas três corridas

MotoGP: Quartararo busca recuperação em Misano para manter a liderança do campeonato

Fabio Quartararo venceu as duas primeiras corridas da reduzida temporada de 2020 da MotoGP, ambas disputadas no Circuito de Jerez, na Espanha. As vitórias o colocaram na liderança do Mundial de Pilotos com 50 pontos.

Porém, nas três provas seguintes, disputadas em Brno e na dobradinha do Red Bull Ring, o desempenho do francês caiu drasticamente, terminando em 7º, 8º e 13º respectivamente, e somando apenas mais 20 pontos. A vantagem para Andrea Dovizioso, inclusive, diminuiu para apenas 3 pontos.

Leia também:

A desaceleração de Quartararo coincidiu com os problemas da Yamaha relacionados ao motor e aos freios, por isso fala-se de um cenário generalizado para os pilotos da marca e uma moto que não se adaptou às características das duas últimas pistas visitadas.

A caminho duas corridas consecutivas em Misano, na Itália - circuito que, no papel, será mais propício à M1 - espera-se uma reação tanto da Yamaha como, sobretudo, do francês, que considera necessário retornar ao pódio.

“Misano é um dos meus circuitos preferidos porque tem de tudo um pouco: curvas lentas, curvas rápidas e mudanças da esquerda para a direita. Estou curioso para ver como funciona o novo asfalto e se as condições mudaram muito desde o ano passado”, explica Quartararo na prévia do GP de San Marino.

“É um circuito muito bonito. Ele também tem minha curva favorita em todo o calendário: o Curvone. Na reta traseira você chega na sexta marcha, basta dar meia-volta, pisar um pouco no freio e depois acelerar o mais rápido possível. É uma grande curva e mal posso esperar para correr lá neste final de semana”, acrescenta.

Quartararo foi a grande revelação da temporada 2019, seu ano de estreia na MotoGP, e conseguiu lutar cara a cara com Marc Márquez, embora não tenha conseguido vencê-lo nenhuma vez. O final de semana de Misano, no entanto, foi o que mais se aproximou de triunfar.

“Lutamos pela vitória até a última volta pela primeira vez no ano passado, então vamos tentar repeti-la nos próximos dois domingos”.

Além dos resultados, Fábio precisa se recuperar e voltar à luta pelas primeiras colocações. "Temos de voltar ao pódio nas próximas corridas e conseguir muitos pontos num circuito que se adapta melhor à nossa moto".

“O objetivo é recuperar as sensações com a moto que tivemos nas duas primeiras corridas em Jerez”, completou.

F1: Saiba quem é o novo chefe da Williams após saída de Claire e veja quem comanda os outros times

PODCAST: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente 'onde os fracos não têm vez'?

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Petronas Yamaha descarta rumores de contração de Dovizioso no lugar de Rossi para 2021

Artigo anterior

MotoGP: Petronas Yamaha descarta rumores de contração de Dovizioso no lugar de Rossi para 2021

Próximo artigo

Valentino Rossi nega aposentadoria da MotoGP e garante que correrá em 2021

Valentino Rossi nega aposentadoria da MotoGP e garante que correrá em 2021
Carregar comentários