Petrucci é punido por toque com Laverty na última volta

Danilo Petrucci foi punido com a perda de três posições no grid do GP da República Tcheca após toque com Eugene Laverty, que ficou furioso com o italiano

Petrucci é punido por toque com Laverty na última volta
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Eugene Laverty, Aspar MotoGP Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Eugene Laverty, Aspar MotoGP Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Eugene Laverty, Aspar MotoGP Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Eugene Laverty, Aspar MotoGP Team
Carregar reprodutor de áudio

Na disputa pela 11ª posição no GP da Áustria, realizado neste domingo (14), Danilo Petrucci se envolveu em um toque com Eugene Laverty na última curva da última volta da prova. Quem levou a pior foi o britânico, que caiu e não conseguiu retornar para completar a volta.

Após análise dos comissários de prova, Petrucci foi considerado o culpado pelo incidente e punido com a perda de três posições no grid de largada do GP da República Tcheca, próxima etapa da temporada 2016 da MotoGP, além de um ponto de penalização.

Os comissários justificaram a decisão dizendo que Petrucci "pilotou de maneira irresponsável, causando o acidente", acrescentando: "ele será punido com a perda de três posições no grid de largada da próxima corrida e receberá um ponto de penalização", completou o comunicado da direção de prova.

Laverty: "Danilo foi estúpido"

Laverty não escondeu a insatisfação com o comportamento de Petrucci na pista, destacando que o italiano já havia chegado perto de causar um acidente na mesma volta, mas na curva 3.

"Danilo foi estúpido, muito estúpido. Ele me ultrapassou na última volta, mas devolvi a manobra na curva 1 da última volta. Então na curva 3 ele apareceu do nada, eu estava na linha ideal e ele veio por dentro, como um maluco. Não nos tocamos e eu passei novamente entre as curvas 4 e 5", disse.

"Então veio a loucura da última curva. Ele veio por dentro novamente e eu sequer sabia que ele estava ali antes que eu fosse para o chão, pois ele me atingiu com força. Ele deveria ter sido excluído por que esses dois movimentos foram completamente insanos", afirmou.

"Não há moto na MotoGP que permitam que você faça a curva desse jeito. Já vi ele fazer isso com outros pilotos. Você não vem por dentro e se joga: é assim que você quebra o dedo ou a clavícula de outro piloto", completou.

compartilhar
comentários
3º, Lorenzo celebra resultado e fim de “fase negativa"
Artigo anterior

3º, Lorenzo celebra resultado e fim de “fase negativa"

Próximo artigo

Dovizioso culpa escolha de pneus por derrota para Iannone

Dovizioso culpa escolha de pneus por derrota para Iannone