Rossi utiliza novo chassi da Yamaha no GP da Holanda

Valentino Rossi decidiu seguir com versão atualizada do chassi da M1, testada em Barcelona após GP da Catalunha

Rossi utiliza novo chassi da Yamaha no GP da Holanda
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Após testar duas novas versões de chassi no teste pós-GP da Catalunha, Valentino Rossi tomou uma decisão: vai seguir com um chassi novo no GP da Holanda, que será realizado no próximo final de semana.

Após terminar a prova em Barcelona a mais de 20 segundos de Andrea Dovizioso, vencedor da prova, Rossi testou as novidades e disse que o primeiro exemplo testado se adaptava mais ao estilo de pilotagem dele, resolvendo parte das saídas de frente que incomodam o veterano na M1 de 2017. 

É esta a versão escolhida por Rossi para trabalhar em Assen - pista na qual o italiano possui sete vitórias desde que subiu para a classe principal do Mundial de Motovelocidade.

"Foi um bom teste, pois fomos capazes de trabalhar duro e bem nos dois dias, especialmente em uma pista na qual sofremos durante todo o final de semana. Aqui, temos um chassi diferente e a primeira impressão foi positiva, tenho uma sensação melhor em cima da moto", disse.

“Agora estamos curiosos para experimentar o chassi em uma pista diferente, com outro nível de aderência e de curvas, para entender de fato se podemos ser mais competitivos com este chassi e sofrer menos durante o final de semana."

“Vamos tentar amanhã e se formos fortes aqui, esperaremos para ver o que acontece em outras pistas, pois nesta temporada tem sido muito difícil ser forte em todos os lugares", afirmou.

Maverick Viñales, líder do campeonato, também sofreu na Catalunha e, como Rossi, utiliza um novo chassi em Assen.

“Tive sorte de poder testar durante dois dias, pude me sentir bem em cima da moto novamente e forçar até o limite. Vou tentar o novo chassi aqui. Em Barcelona, pareceu-me muito bom, veloz e consistente. É bom testar em outra pista, mas o chassi se mostrou muito bom nas freadas e, especialmente, na velocidade de curva - que é fundamental em Assen", completou.

Reportagem adicional por Casper Ferwerda

compartilhar
comentários
Suzuki admite que não esperava início ruim em 2017
Artigo anterior

Suzuki admite que não esperava início ruim em 2017

Próximo artigo

Médicos liberam Rins e Smith para retorno em Assen

Médicos liberam Rins e Smith para retorno em Assen
Carregar comentários