Viñales: novo chassi é pior para estilo de pilotagem

Maverick Viñales admite que versão atualizada de chassi da M1, que time estreou em Assen, não se adapta a estilo de pilotagem adotado por espanhol como a versão do início da temporada

Viñales: novo chassi é pior para estilo de pilotagem
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, crash
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, crash
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Race winner Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Danilo Petrucci, Pramac Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Após dominar a pré-temporada e vencer as duas primeiras corridas do ano, Maverick Viñales vem apresentando altos e baixos na temporada 2017 da MotoGP. O ponto baixo mais recente foi o desempenho no GP da Holanda, no final de semana passado.

Largando da 11ª posição, o espanhol vinha em uma corrida de recuperação quando sofreu uma queda e abandonou a prova. Com isso, Viñales perdeu a liderança do campeonato para Andrea Dovizioso, que abriu quatro pontos em cima do piloto da Yamaha.

Em Assen, o espanhol utilizou a nova versão do chassi da M1 que a Yamaha disponibilizou para ele e para Valentino Rossi. Apesar de o italiano ter elogiado e aprovado a novidade, Viñales não parece tão satisfeito, dizendo que a nova versão não permite a ele pilotar de modo agressivo.

“A moto que utilizamos em Assen tem muito potencial, mas talvez não seja a melhor para o meu estilo de pilotagem, pois estou acostumado a ser bem agressivo", disse.

“O chassi que utilizei na primeira parte da temporada me passa um pouco mais de confiança para ser agressivo na moto, especialmente nas mudanças de direção, pois a moto era extremamente estável. Com isso, eu conseguia abrir o acelerador rapidamente, que é como me sinto mais confortável", contou.

“De qualquer forma, na nova moto temos muitas áreas nas quais podemos melhorar. Porém precisamos fazer a escolha certa sobre qual chassi utilizar", afirmou.

Quando caiu em Assen, Viñales descreveu a queda como a mais estranha da carreira. Após analisar o que aconteceu, no entanto, o espanhol percebeu que tentou mudar de direção rápido demais e exagerou no acelerador.

“Estava sendo agressivo porque queria reduzir rapidamente a desvantagem, as voltas estavam passando rapidamente. Então acelerei além do limite", reconheceu.

“Primeiro tive o wheelie, então mudei rapidamente de direção quando a moto não tinha o equilíbrio necessário para isso. Nunca havia caído na chicane, ainda mais na saída. Mas é algo que pode acontecer e temos que aprender. Tiramos uma lição e foi na chuva, o que é o mais importante para mim", completou.

compartilhar
comentários
Rossi: Me sinto mais rápido agora do que em 2015
Artigo anterior

Rossi: Me sinto mais rápido agora do que em 2015

Próximo artigo

Lorenzo: “Ducati é a moto mais completa em pista molhada"

Lorenzo: “Ducati é a moto mais completa em pista molhada"