Kiko Porto espera “curtir” experiência em novo carro e não descarta NASCAR para o futuro

Piloto de 19 anos que trilha caminho no Road to Indy compete neste fim de semana em Goiânia pela NASCAR Brasil

Kiko Porto

Kiko Porto

Luciano Santos

Uma das atrações no fim de semana da NASCAR Brasil Sprint Race é a participação do piloto Kiko Porto, que atualmente faz parte do programa Road to Indy, que leva pilotos à maior categoria de monopostos dos Estados Unidos. O pernambucano, campeão da USF 2000 em 2021, atualmente é o vice-líder da USF Pro 2000, e tem como coach o piloto da NASCAR Brasil e Copa Truck Beto Monteiro, seu par neste fim de semana.

Leia também:

Falando com exclusividade ao Motorsport.com, Kiko comentou como vai encarar o fim de semana, ao guiar um carro completamente diferente do que está acostumado.

“Por mais que seja fim de semana que não faça parte do caminho que estou trilhando, piloto de corrida, você sabe, todo carro a gente leva a sério”, disse Kiko. “Essa etapa que é Special Edition no circuito oval vai criar mais dinâmica ainda na corrida, mais ultrapassagens. Então eu estou bem animado, com certeza eu vou curtir muito esse carro.”

Na briga por mais um título nos Estados Unidos, ele explicou como dá os passos à frente em sua carreira e revelou que luta para fazer parte da última categoria antes da Indy, a Indy NXT (antiga Indy Lights).

“Desde que começamos nos Estados Unidos, conseguimos fazer caminho muito maduro, muito consistente, e é isso que a gente tenta manter. Isso me ajuda em conseguir patrocínios e oportunidades.”

“Com certeza, o ano que vem o foco já é tentar a Indy Lights (Indy NXT). A gente está movendo montanhas para conseguir fazer de uma forma bem-feita, com chances, e é isso que a gente está correndo atrás. Lógico que a temporada ainda não acabou, mas com certeza 2024 já começou.”

Sobre o peso de tentar ser o principal nome brasileiro na categoria, Kiko disse que transforma algo que poderia ser prejudicial em positividade: “Não carrego peso, mas carrego uma vontade, algo que se transforma em energia e que só vem no sentido bom da história, acho que isso mais me ajuda do que atrapalha.”

Competindo nos Estados Unidos e agora correndo com um carro da NASCAR Brasil, Kiko não fugiu da resposta sobre uma possibilidade futura em integrar a categoria nos Estados Unidos, mesmo com um plano de Indy bem definido.

“Nunca é bom falar nunca. Então, acho que com certeza o nosso objetivo é a Indy, tudo que a gente construiu até hoje é para eu ser um piloto completo na Indy, ter exatamente essas oportunidades e conhecimento, mas a vida tem hora que dá uma rodada muito rápida, a gente nunca sabe, a gente tem que aproveitar a onda que vier e conseguir surfar. Então, nunca posso dizer nunca, mas a prioridade, com certeza, agora é a Indy”, concluiu.

Norris ironiza Hamilton e Pérez: passou do ponto?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se Red Bull de 2023 pode ser comparada à McLaren de 1988

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior NASCAR Brasil: Léo Torres lidera sexta-feira em Goiânia
Próximo artigo NASCAR Brasil: Casagrande fala de pintura icônica de carro em Goiânia e de sonho nos EUA

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil