Brian France, CEO da NASCAR, é preso nos Estados Unidos

Principal dirigente da maior categoria do automobilismo norte-americano foi pego dirigindo embriagado e com posse de Oxicodona

Brian France, CEO da NASCAR, é preso nos Estados Unidos

CEO e presidente da NASCAR, Brian France foi preso na noite deste domingo, em Hamptons, no estado de Nova York, segundo o site TMZ, após ser pego pela polícia local dirigindo sob efeito de álcool e possuindo oxicodona, medicamento controlado e que possui efeito duas vezes mais forte que morfina.

Segundo a reportagem, ele falhou em um teste de sobriedade com um nível de álcool no sangue que era mais do que o dobro do limite legal.

A prisão ocorreu em Sag Harbor, Nova York, quando um policial parou um motorista de 56 anos por passar por um sinal vermelho em seu Lexus 2017.

Após a notícia ser divulgada, a NASCAR emitiu a seguinte declaração: “Estamos cientes de um incidente que ocorreu na noite passada e estamos no processo de coletar informações. Levamos isso como um assunto sério e emitiremos uma declaração depois que tivermos todos os fatos.”

France, cujo avô Bill France Senior fundou a NASCAR em 1948, é o CEO da categoria desde 2003.

Atualização 

No fim da tarde desta segunda-feira, Brian France anunciou que entrará em licença dos cargos de CEO e presidente da NASCAR por tempo indeterminado para resolver os problemas pessoais.

“Peço desculpas aos nossos fãs, à nossa indústria e à minha família pelo impacto de minhas ações na noite passada. Com efeito imediato, estarei tomando uma licença indefinida de minha posição para me concentrar em meus assuntos pessoais.”

Vice-presidente, Jim France assumirá os deveres de Brian France interinamente. Jim é filho do fundador da NASCAR, Bill France Sr. e tio de Brian.

compartilhar
comentários
Chase Elliott supera Truex e vence a primeira na Cup

Artigo anterior

Chase Elliott supera Truex e vence a primeira na Cup

Próximo artigo

Fittipaldi revela momento em que decidiu por aposentadoria

Fittipaldi revela momento em que decidiu por aposentadoria
Carregar comentários