NASCAR anuncia pacote de mudanças para temporada 2019

Uma das principais medidas é a desclassificação de carro vencedor que falhou na inspeção pós-corrida

NASCAR anuncia pacote de mudanças para temporada 2019
Carregar reprodutor de áudio

A NASCAR anunciou nesta segunda-feira (04) uma série de iniciativas para a temporada 2019, que começa com as 500 Milhas de Daytona, no dia 17 de fevereiro.

Uma das principais novidades é a inspeção pós-corrida acontecendo no mesmo dia em que ocorre a prova. Se um carro falhar neste exame, ele será desclassificado, sendo colocado na última posição e na perda de todos os benefícios, bem como em todos os pontos de segmento. Todos os outros carros subirão na ordem de chegada neste cenário. Até a temporada 2018, a vitória permanecia para efeitos estatísticos, com os bônus em relação aos playoffs sendo retirados apenas.

A NASCAR inspecionará os carros dos dois primeiros colocados, bem como um outro aleatório, após cada evento. Anteriormente, inspeções pós-corrida completas ocorriam no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da NASCAR em Concord, na Carolina do Norte.

"Nossa indústria entende a necessidade de se concentrar no que acontece na pista", disse Steve O'Donnell, vice-presidente executivo de competição e desenvolvimento de corridas da NASCAR. “Não podemos permitir que inspeções e punições continuem sendo um enredo prolongado. Os carros devem aderir ao livro de regras desde a abertura da garagem até a bandeira quadriculada.”

O procedimento de desqualificação será implementado para as três séries nacionais da NASCAR, a Cup, Xfinity Series e a NASCAR Gander Outdoors Truck Series.

As outras novidades anunciadas são:

- O’Donnell revelou que o carro da próxima geração da Cup, o Gen7, estará nas pistas a partir de 2021 e será projetado para apresentar novas tecnologias e elementos dos futuros veículos de produção;

- A Truck Series terá o “Triple Truck Challenge” nesta temporada, um programa de bônus semelhante ao Dash 4 Cash, que acontecerá em três corridas consecutivas: Texas (7 de junho), Iowa (15 de junho) e Gateway (22 de junho). Todos os pilotos que pontuam na categoria estarão elegíveis e os que vencerem uma dessas três provas receberão um bônus de US$ 50 mil. Triunfando em duas, o o valaor sobe para US$ 150 mil e se tivermos três vitórias seguidas, esse valor vai para US$ 500 mil;

- A NASCAR implementará um modelo de inspetores específicos. Cada categoria nacional terá uma equipe dedicada de pessoas que focarão apenas uma garagem;

- Os procedimentos de classificação nas três categorias nacionais permanecem os mesmos para 2019, com a exceção de que a primeira rodada para pistas curtas e intermediárias será reduzida para 10 minutos (anteriormente eram 15) e os intervalos entre as sessões serão de cinco minutos de duração (anteriormente eram sete);

- As diretrizes de participação dos pilotos entre as séries nacionais permanecem inalteradas em relação a 2018. Os pilotos com mais de cinco anos de experiência na Cup em tempo integral estão elegíveis para no máximo sete provas da Xfinity Series e cinco na Truck Series. Os pilotos que decidirem acumular pontos na Cup não estarão elegíveis para competir em qualquer corrida do Dash 4 Cash ou no Triple Truck Challenge, ou nas provas de playoffs da Xfinity e Truck Series. Além disso, os pilotos que pontuam na Xfinity não poderão competir nas corridas do Triple Truck Challenge e na final da Truck Series;

- Ben Kennedy foi promovido a diretor administrativo de operações e desenvolvimento internacional. Anteriormente, ele atuava como gerente geral da Gander Outdoors Truck Series. Suas novas responsabilidades incluirão iniciativas voltadas para o crescimento do esporte, incluindo o gerenciamento do crescimento da NASCAR no cenário internacional;

- A NASCAR apresentou os diretores assistentes de cada categoria: Kip Childress (Cup), Seth Kramlich (Xfinity) e Jesse Dollevoet (Truck).

compartilhar
comentários
Jeff Gordon: rivalidade com Dale Earnhardt "mudou minha vida"
Artigo anterior

Jeff Gordon: rivalidade com Dale Earnhardt "mudou minha vida"

Próximo artigo

NASCAR tentará "fazer coisas diferentes" em carro de 7ª geração

NASCAR tentará "fazer coisas diferentes" em carro de 7ª geração