Barrichello: problema de saúde o ajudou a descobrir tumor

Depois de princípio de AVC, piloto fez bateria de exames que descobriram um tumor benigno no pescoço, o que já foi removido

Barrichello: problema de saúde o ajudou a descobrir tumor
Foto dos ex-pilotos de F1 na Corrida de Duplas
Rubens Barrichello
Rubens Barrichello
Rubens Barrichello
Rubens Barrichello interviews the drivers on the podium
Fans meet Rubens Barrichello
Carregar reprodutor de áudio

Rubens Barrichello revelou que o problema de saúde que enfrentou no começo do ano o ajudou indiretamente a descobrir um tumor benigno que tinha no pescoço.

No final de janeiro, o ex-piloto da F1 e atual integrante da Stock Car foi internado em um hospital nos Estados Unidos com uma forte dor de cabeça. Rubinho foi diagnosticado com um princípio de AVC (acidente vascular cerebral) e permaneceu em observação por mais de dez dias.             

Em entrevista ao programa Conversa com Bial, Barrichello revelou que, posteriormente, também descobriu um pequeno tumor benigno, o que já foi removido. 

“Depois de tudo acontecido, fui fazer um monte de exames para saber – minha família, meu pai, minha mãe, todo mundo querendo saber como eu estava. Aí fui fazer um exame e acharam um tumorzinho aqui [no pescoço]”, detalhou.

“Tirei depois da corrida [da Stock Car]. Tirei rapidinho afinal de contas, porque era benigno, mas eu precisava tirar porque ele cresce. Como não quero incômodo dentro do meu carro...”, continuou o piloto, que exibiu uma cicatriz do lado esquerdo do pescoço. 

Durante a entrevista, Barrichello também revelou detalhes do susto que não havia mencionado até então. O piloto classificou a dor de cabeça que teve em casa como “de 0 a 10, [nota] 8 ou 9” e que, assim, foi levado ao hospital. 

“No período de 2h30 até eu chegar ao hospital, a veiazinha que se abriu por uma má formação, ela se regenerou com o próprio sangue”, contou.

“Quando saí do hospital, eles falaram: ‘14% das pessoas que entram como você entrou saem como você saiu’. O restante tem sequela, pode morrer, tem uma série de coisas.”

Barrichello, de 45 anos, continua competindo normalmente na Stock Car, onde ocupa a terceira posição no campeonato após duas etapas. 

compartilhar
comentários
Di Grassi atrasa pitstop e vence corrida 2 em Curitiba
Artigo anterior

Di Grassi atrasa pitstop e vence corrida 2 em Curitiba

Próximo artigo

Ramos e Van Der Linde recuperam pódio da Corrida de Duplas

Ramos e Van Der Linde recuperam pódio da Corrida de Duplas
Carregar comentários