Coluna do Átila Abreu: FanBoost brasileiro

Piloto que estará em Goiânia para a terceira etapa da Stock Car Brasil fala da importância da participação do público nas redes sociais nas maiores categorias do automobilismo mundial

Coluna do Átila Abreu: FanBoost brasileiro
Átila Abreu no pódio do Velopark
Renata Fan e Átila Abreu
Renata Fan e Átila Abreu
Átila Abreu
Carro de Átila Abreu e Nelsinho Piquet
Nelsinho Piquet e Átila Abreu
Átila Abreu
Carregar reprodutor de áudio

O surgimento da Fórmula E foi um sopro de modernidade no automobilismo mundial. No atual mundo tecnológico e conectado, onde as mídias sociais ganham mais importância dia após dia, a nova categoria dos carros elétricos empurrou com força o esporte a motor para o século 21. O FanBoost é o maior exemplo, permitindo ao torcedor interagir diretamente em favor de seu piloto favorito.

Demorou pouco para a F1 reagir. Primeiro a hashtag #jointheconversation começou a pintar nas telas durante as transmissões dos treinos e corridas. Depois o próprio Bernie reconheceu que não dava o devido valor às mídias sociais. Então, neste ano, veio a votação para o melhor piloto do dia...

Na Stock Car também caminhamos nesse rumo. Já temos o fantasy game, comentado aqui mesmo na minha coluna passada.

Outra novidade muito legal é consultar os torcedores para indicar a melhor ultrapassagem de cada etapa.

A melhor manobra da corrida é obviamente um prêmio que todo piloto quer ganhar. E todos têm chance, tanto os que largam na frente quanto os que saem mais atrás no grid.

Se a eleição vem com o voto da maioria dos torcedores loucos por adrenalina, mais legal ainda!

No ano passado tive a felicidade de conquistar o título da manobra mais bonita de 2015. É verdade que minha ultrapassagem sobre cinco adversários de uma só vez no autódromo mais travado do ano foi um lance de arrojo. Mas os milhares de votos que tive na página oficial da Stock Car no Facebook só enalteceram o esforço, ampliando a visibilidade da manobra.

E é com essa galera que eu volto a contar essa semana.

Na segunda etapa de 2016, no mesmo Velopark, arrisquei por fora na largada e consegui ganhar cinco posições sem o uso do push-to-pass. A manobra é uma das quatro indicadas da enquete oficial da Stock Car – outras duas são do Felipe Fraga e uma do Marcos Gomes.

Conto com os votos dos meus seguidores e dos leitores do Motorsport.com para buscar mais este troféu!

E torçam pelo Chevrolet #51 em Goiânia.

compartilhar
comentários
Equipe de atual campeão muda de nome em Goiânia
Artigo anterior

Equipe de atual campeão muda de nome em Goiânia

Próximo artigo

A pé, Burti lamenta por colegas de equipe: “vivem disso”

A pé, Burti lamenta por colegas de equipe: “vivem disso”