Pole, Fraga se espanta com ritmo: “não forcei muito”

Mesmo com diferença de mais de 0s3 para concorrência, piloto tocantinense diz ter ido tranquilo em busca do melhor tempo em Curvelo

Pole, Fraga se espanta com ritmo: “não forcei muito”
Felipe Fraga
Felipe Fraga
Felipe Fraga
Felipe Fraga
Felipe Fraga
Carregar reprodutor de áudio

O tocantinense Felipe Fraga conquistou neste sábado (19) em Curvelo (MG) a primeira pole position da Stock Car no novíssimo Circuito dos Cristais. E foi com grande merecimento, afinal o líder do campeonato colocou mais de 0s3 em cima de seu rival na disputa do título, Rubens Barrichello, e de seu companheiro de equipe, Marcos Gomes.

Após a sessão, o piloto da Cimed Racing - 29 pontos à frente de Barrichello no certame - disse que não esperava conquistar a pole position com tanta facilidade, e que não deu o que poderia de seu equipamento.

“Achei que seria difícil tomar do Marquinhos a pole”, falou ao Motorsport.com.

“Mas foi muito bom, não forcei muito, fui tranquilo e fiz o que dava. Na segunda volta, eu tentei um pouco mais na curva 4 e acabei errando.”

“Mas a equipe está de parabéns. Nosso carro esteve perfeito do início ao fim. Quando vi que vinha fazendo as parciais que fiz, falei: ‘caramba’. Minha volta foi sensacional. Estou muito feliz, mas agora é ir para corrida para vermos se conseguimos ganhar.”

Apesar de manter a cautela, Fraga diz que largará a prova deste domingo sem pensar em campeonato. “Vamos igual sempre. Vamos acelerar até o final, não interessa o que for acontecer.”

“A prova promete ter alguns Safety Cars. Estão demorando muito para tirar os carros, e isso deve proporcionar de novo - assim como em Goiânia - poder fazer as duas corridas com o mesmo tanque. Espero que a gente ganhe e que a minha equipe faça uma boa estratégia.”

compartilhar
comentários
Fraga supera Barrichello e conquista pole em Curvelo
Artigo anterior

Fraga supera Barrichello e conquista pole em Curvelo

Próximo artigo

Em 2º, Barrichello se conforma: “estava no meu limite”

Em 2º, Barrichello se conforma: “estava no meu limite”