Senna deixa futuro no ar após pandemia: “vou entrar em programa que valer a pena”

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com, Bruno Senna falou sobre futuro de sua carreira e no que dar preferência após retorno das corridas

Senna deixa futuro no ar após pandemia: “vou entrar em programa que valer a pena”

Bruno Senna pode se orgulhar de ter uma carreira bastante repleta, com passagens pela F1, Fórmula E, Mundial de Endurance (WEC), além das 24 Horas de Le Mans.

O brasileiro tem compromisso com a Rebellion até o término das operações da equipe suíça, até a realização das 24 Horas de Le Mans deste ano. Após este período, Senna ainda não tem definido o seu destino nas pistas.

Leia também:

Foi o que ele disse em Live exclusiva no Instagram do Motorsport.com nesta sexta-feira, quando perguntado sobre como será o futuro pós-Covid-19 com o fim do time que compete.

“A vida de todos os pilotos está no ar para o futuro, ninguém sabe quem vai continuar, principalmente com essa situação”, disse Senna. “Quando a Rebellion anunciou que ia sair, eu percebi que não seria fácil saber o que fazer. Eu tenho ainda neste ano a minha função de embaixador e piloto de testes com a McLaren Automotive, tenho muitas coisas para fazer com eles, estou bem ocupado para o resto do ano fora das corridas.”

“Vamos esperar, ver o que vai acontecer, porque o WEC também não está bem definido com o regulamento no futuro, com as equipes que estarão ou não. No WEC, eu faria a LMP2, mas aí apareceu o Covid-19 e tudo ficou no ar. Os campeonatos, se acontecerem, vão terminar só em dezembro e sabe-se lá quando vai acontecer o próximo.”

Uma das definições de Senna é que a categoria que entrar será escolhido a dedo, fazendo parte de um forte programa para evitar o que houve quando competiu na European Le Mans Series (ELMS).

“Atualmente, eu não tenho nada a dizer sobre o futuro porque não tem nada acontecendo. Todos no automobilismo estão de standby e, para ser sincero, eu vou entrar em programa que valer a pena. No ano passado fiz aquele programa de LMP2 na ELMS e não valeu a pena. Como eu tinha experiência, eu trouxe um setup bom para o carro, que era competitivo, mas quebrava toda hora.”

“Nesse sentido eu aprendi que vale a pena só quando vale a pena e meu próximo programa de automobilismo vai ter que ser daqueles bons, senão vou tirar um aninho de férias.”

VÍDEO: Ayrton Senna: 60 fatos e feitos do tricampeão mundial de F1

PODCAST: Os cinco maiores mitos e verdades da F1

 

compartilhar
comentários
Indy 500 e cia: Alonso dá pistas sobre futuro no automobilismo; confira

Artigo anterior

Indy 500 e cia: Alonso dá pistas sobre futuro no automobilismo; confira

Próximo artigo

24 Horas de Le Mans virtual acontecerá em junho

24 Horas de Le Mans virtual acontecerá em junho
Carregar comentários