Fórmula 1
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
MotoGP
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Valência
15 nov
-
17 nov
Próximo evento em
20 Horas
:
48 Minutos
:
02 Segundos
IndyCar
20 set
-
22 set
Evento encerrado
NASCAR Cup
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
R
Homestead
15 nov
-
17 nov
Próximo evento em
20 Horas
:
48 Minutos
:
02 Segundos
Stock Car Brasil
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
R
Goiânia II
22 nov
-
24 nov
Próximo evento em
7 dias

BMW: DTM ainda precisa de fabricantes por “estabilidade”

compartilhar
comentários
BMW: DTM ainda precisa de fabricantes por “estabilidade”
Por:
19 de dez de 2018 19:31

Jens Marquardt considera que chegada da Aston Martin não deverá deixar categoria acomodada para o futuro

O DTM deverá continuar se esforçando para atrair mais fabricantes e equipes para se juntar à categoria e garantir “estabilidade”, acredita o chefe de automobilismo da BMW, Jens Marquardt.

Após a saída da Mercedes, o DTM conseguiu atrair uma terceira marca ao grid, a Aston Martin, que se aliará à R-Motorsport e HWA.

Isso acontece em momento em que o DTM tentará se aproximar do jogo de regras da Class 1, que dividirá com o Super GT japonês a partir de 2019.

Marquardt disse que o campeonato não deverá recuar em seus esforços para atrair mais fabricantes só porque conseguiu preencher o espaço deixado vago pela Mercedes.

“Não sei se eles são os salvadores de longo prazo”, disse Marquardt. “Eles são a terceira fabricante, mas acho que a meta é colocar a categoria no máximo de pilares que pudermos.”

“As equipes privadas também são parte disso, e equipes privadas com possibilidade de render em um nível de equipe de fábrica, o que significa que eles têm o material exato, as mesmas chances e tudo mais.”

“Acho que o passado nos ensinou que, se você se apoiar em poucos ombros, a estabilidade é sempre um pouco frágil. Com certeza, colocar no máximo de ombros é sempre a melhor forma.”

“Com Gerhard [Berger], as conversas são de que a Aston Martin, ou a R-Motorsport ou seja lá como você chamar, é um passo, e com certeza com as regras da Class 1, a meta em médio prazo é obter ainda mais fabricantes envolvidas e mais equipes estabilizadas para ter o máximo de estabilidade possível.

#96 R-Motorsport Aston Martin Vantage GT3: Jake Dennis, Marvin Kirchhöfer, Ricky Collard

#96 R-Motorsport Aston Martin Vantage GT3: Jake Dennis, Marvin Kirchhöfer, Ricky Collard

Photo by: Fotospeedy

A operação da R-Motorsport Aston Martin não terá o apoio de fábrica da mesma forma que acontece com BMW e Audi, o que significa que a ativação em termos de marketing possivelmente será limitada, o que não preocupa Marquardt.

“No fim das contas, você não quer as fabricantes nos holofotes. Você quer os pilotos e as equipes nos holofotes”, disse. “Essa tem sido a meta e continuaremos assim.”

“Obviamente, o DTM te dá uma boa ativação, oportunidades, porque você pode ter carros que pelo menos parecem com seus carros de rua. Há uma relação próxima com a marca, você pode colocar muito de seu produto por lá.”

“Mas não vejo como algo necessário ser assim. O pacote tem de ser interessante para as pessoas virem e verem. Isso precisa ser reconhecido, e é nisso que precisamos trabalhar.”

“Acho que eles [os fãs] são mais interessados nas equipes e nos pilotos do que nas grandes demonstrações de fábrica.”

Marquardt também disse que a BMW ainda planeja ter até dois carros clientes em 2019, em mudança que seria igual à da Audi e seu recente comprometimento em ter um par de carros extras com a WRT.

“Estamos trabalhando nisso”, disse. “Não há nada que podemos anunciar, mas estamos trabalhando nisso passo a passo.”

Próximo artigo
Sirotkin fará provas do mundial de endurance em 2019

Artigo anterior

Sirotkin fará provas do mundial de endurance em 2019

Próximo artigo

Audi anuncia que não mudará pilotos para DTM em 2019

Audi anuncia que não mudará pilotos para DTM em 2019
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria DTM
Autor Jamie Klein