Após polêmica, outras marcas de óculos procuram Pérez

Após controvérsia e rompimento com marca de óculos de sol, piloto fala em orgulho de seu país antes de qualquer contrato

Após polêmica, outras marcas de óculos procuram Pérez
Sergio Perez, Sahara Force India F1
Sergio Perez, Sahara Force India F1 walks the circuit with the team
Sergio Perez, Sahara Force India F1 walks the circuit with the team
Sergio Perez, Sahara Force India F1 walks the circuit with the team
Sergio Perez, Sahara Force India F1
Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09
Valtteri Bottas, Williams FW38, Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09
Sergio Perez, Sahara Force India F1 as the grid observes the national anthem
Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09
Sergio Perez, Sahara Force India F1
Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09

A polêmica postagem no Twitter da marca de óculos de sol Hawkers ainda está dando pano para manga. Após Sérgio Perez anunciar pelo próprio microblog o rompimento contratual com a fabricante, o piloto mexicano admite que outras marcas já o procuraram para ter a preferência de seus produtos.

"Sim, algumas marcas já me contataram", disse o piloto da Force India em entrevista ao Motorsport.com Brasil. Em seguida, ele comentou como os mexicanos reagiram à sua atitude.

"Recebemos mensagens de apoio das pessoas do meu país. Estamos mais unidos do que nunca."

"Tomei essa decisão sozinho, com tranquilidade e paz. Para mim, o meu país vem em primeiro lugar, muito antes do que qualquer contrato e dinheiro."

Por falar de seu país, Pérez comentou como foi o segundo GP após o retorno à Fórmula 1, mais uma vez com sucesso de público.

"Há muito interesse pela Fórmula 1 no México, a categoria está crescendo mais a cada dia. Gostei muito de ver como foi este ano, foi o melhor GP da temporada e é muito especial receber todo o apoio do meu país."

Um dos apoiadores tanto do evento, como de pilotos, é o bilionário Carlos Slim. Pérez reconhece que sem o maciço apoio do empresário, o desenvolvimento do automobilismo do país não seria possível.

"Carlos tem ajudado muito o automobilismo mexicano, graças a ele a Fórmula 1 voltou e automaticamente isso é muito bom para nosso país e para o turismo."

"O México sempre teve bons pilotos, mas a falta de oportunidade sempre atrapalhou, já que os melhores do mundo sempre estão na Europa."

Mas nem tudo são flores. Esteban Gutierrez foi preterido na Haas e ainda não tem definido seu futuro na categoria. Pérez ressaltou as dificuldades que a Fórmula 1 impõe a cada piloto todos os dias.

"Sobre Gutierrez é complicado falar sobre ele. Talvez ele chegou a algumas equipes em momentos errados, além da má sorte, com problemas nos carros, mas acho que ele tem potencial para estar aqui e já demonstrou isso, competindo com os melhores pilotos do mundo."

Se o México pode sofrer com uma baixa, o Brasil poderá ficar sem um representante pela primeira vez desde 1969, caso Felipe Nasr não consiga um assento para o ano que vem. O piloto da Force India também falou sobre a situação do país que receberá o próximo GP da temporada.

"Algumas coisas são complicadas na F1, para poder continuar. Você tem que contar com resultados constantemente, trabalhando muito forte. Lamento que Felipe Massa saia, mas ainda há Felipe Nasr, que é um bom piloto também."

 

compartilhar
comentários
Hamilton bate Verstappen por 0s096 em treino 1; Massa é 8º
Artigo anterior

Hamilton bate Verstappen por 0s096 em treino 1; Massa é 8º

Próximo artigo

Liberty Media planeja transmissão da F1 online

Liberty Media planeja transmissão da F1 online
Carregar comentários