Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
49 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
56 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
70 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
84 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
98 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
105 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
119 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
133 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
140 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
161 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
175 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
189 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
217 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
224 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
238 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
245 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
259 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
273 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
280 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
294 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
308 dias

Binotto substitui Arrivabene na chefia da Ferrari

compartilhar
comentários
Binotto substitui Arrivabene na chefia da Ferrari
Por:
Co-autor: Franco Nugnes
7 de jan de 2019 09:41

Maurizio Arrivabene será substituído na chefia da Ferrari pelo até então diretor técnico, Mattia Binotto.

Após meses de negação de que a Ferrari considerava uma grande mudança em sua administração após falhar em conquistar o título da F1, a notícia vazou nesta segunda-feira.

Fontes com bom conhecimento da situação revelaram que o presidente da Ferrari, John Elkann, decidiu que Binotto é o homem certo para liderar a Ferrari em 2019.

Apesar de não haver confirmação oficial, uma reportagem do jornal italiano Gazzetta dello Sport indicou que a confirmação pode vir já nesta segunda-feira.

A decisão de substituir Arrivabene vem após uma temporada em que erros de gestão foram visto como um fator chave para a derrota na luta pelo título.

Mesmo contando com o carro mais veloz em algumas partes da temporada, a equipe não conseguiu capitalizar, de modo que a Mercedes mais uma vez ficou à frente.

A falta de ordens de equipe de maneira clara, como fez a Mercedes, criou momentos de tensão desnecessários entre Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, especialmente nos GPs da Alemanha e da Itália.

Houve também uma série de erros estratégicos, como no Japão, quando a equipe usou uma tática errada de pneus na classificação – o que gerou uma grande irritação por parte de Arrivabene.

O dirigente posteriormente voltou sua atenção para culpar a falta de progresso com o desenvolvimento do carro.

Houve rumores de longa data que indicavam que Binotto e Arrivabene tiveram discordâncias quanto à direção e a abordagem da equipe na tentativa de acabar com o jejum de títulos.

Antes do Natal, Arrivabene rebateu o que chamou de “fake news” sobre os relatos de que Binotto, frustrado, poderia deixar a equipe.

“Os rumores sobre Mattia são fake news criadas para criar instabilidade na equipe, uma tentativa de tentar criar problemas onde não há, e eu não quero mais comentar sobre rumores falsos.”

“Durante esta temporada houve muitas tentativas de desestabilização, às vezes com histórias sobre os pilotos, outras sobre os técnicos. Minha posição? Pergunte ao diretor [Louis] Camilleri.”

Mas, no fim, a chefia da Ferrari aparentemente decidiram que, com Binotto na chefia, há maior chance de encerrar o domínio da Mercedes.

Binotto era diretor técnico da Ferrari desde 2016, quando assumiu o cargo que antes era ocupado por James Allison.

Binotto está na Ferrari desde 1995, originalmente como engenheiro de testes no motor – e depois ocupou função semelhante na equipe de corridas entre 1997 e 2003.

Depois de uma passagem como engenheiro de corridas e engenheiro chefe, ele se tornou líder do departamento de motores e KERS em 2009, antes de assumir a operação nas unidades de potência ao fim de 2014.

Ainda não está claro quem irá substituir Binotto na liderança técnica da Ferrari, mas há indícios de que a equipe pode simplesmente dar mais responsabilidade ao chefe de aerodinâmica Enrico Cardile e ao líder do departamento de motores, Corrado Iotti.

Mattia Binotto, Ferrari Chief Technical Officer

Mattia Binotto, Ferrari Chief Technical Officer

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

 

Próximo artigo
Grosjean: Haas precisa se adaptar depois de mudança de patamar

Artigo anterior

Grosjean: Haas precisa se adaptar depois de mudança de patamar

Próximo artigo

Sauber planeja estrear novo carro em fevereiro em Fiorano

Sauber planeja estrear novo carro em fevereiro em Fiorano
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari Compre Agora
Autor Jonathan Noble