Brawn espera que novo motor encorajará volta da Honda à F1 no futuro

compartilhar
comentários
Brawn espera que novo motor encorajará volta da Honda à F1 no futuro
Por:

O diretor esportivo da categoria falou sobre a saída da montadora em sua tradicional coluna pós-GP

O anúncio de saída da Honda da Fórmula 1 foi um dos assuntos mais comentados da última semana, com muitos questionando os direcionamentos que o esporte deveria tomar para o futuro com relação aos motores. E para o diretor esportivo da categoria, Ross Brawn, o regulamento sobre as unidades que serão introduzidos em 2026 pode atrair a montadora de volta.

A montadora japonesa anunciou o fechamento de seu programa de F1 no final de 2021, deixando a Red Bull e a AlphaTauri atrás de uma nova fornecedora para 2022, quando a categoria terá um novo regulamento técnico.

Leia também:

A Honda diz que quer focar seus recursos na busca por sustentabilidade, visando neutralizar as emissões de carbono até 2020, algo que observadores consideram "um tapa na cara" das iniciativas similares da F1.

Brawn, que reconheceu que nenhuma montadora se juntará à F1 dentro do regulamento atual, indicou que a Honda pode achar as regras futuras mais chamativas.

"É triste que a Honda esteja saindo da F1 no final de 2021", escreveu em sua coluna oficial pós-GP. "É a quarta vez na trajetória que eles saem da categoria. Mas estou otimista que, quando a situação deles mudar e a F1 evoluir, podemos atraí-los de novo, já que a Honda sempre foi um membro importante da comunidade no passado e, com sorte, no futuro".

As discussões sobre o regulamento de motores de 2026 está começando a ganhar força, e a dificuldade não é apenas prever onde a indústria estará então, mas também decidir o caminho a ser seguido.

Brawn está confiante que o formato escolhido terá apelo às montadoras, e deixou claro que a Honda será convidada para formular o novo documento.

"Todas as montadoras enfrentam enormes desafios no momento E nós, como F1, precisamos responder e garantir que a categoria enfrente esses desafios, mantendo-se relevante, e ainda mais para suas paceiras da indústria, com desafios viáveis dentro da F1 que podem ajudar também com seus objetivos fora da F1".

"Espero que um novo motor, que será introduzido no máximo em 2026, encorajará eles a voltar novamente. Também estaremos encorajando-os a fazer parte do novo grupo de trabalho da FIA, que recomendará qual tipo de motor devemos adotar no futuro".

"A Honda é uma grande parceira da F1 e mal posso esperar para trabalhar com eles no futuro".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Histórico! Hamilton iguala Schumacher em vitórias na F1 no GP de Eifel

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

F1: Horner acredita que sistema DED ajudou Hamilton na relargada em Nurburgring

Artigo anterior

F1: Horner acredita que sistema DED ajudou Hamilton na relargada em Nurburgring

Próximo artigo

Neymar, Magic Johnson e grandes nomes do mundo do esporte celebram Hamilton por igualar marca de Schumacher na F1

Neymar, Magic Johnson e grandes nomes do mundo do esporte celebram Hamilton por igualar marca de Schumacher na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper