Brawn não descarta retorno à Fórmula 1

Inglês diz que gostaria de contribuir na melhora do esporte e não ligado à alguma equipe

Brawn não descarta retorno à Fórmula 1
Ross Brawn, chefe da equipe Mercedes AMG F1
Ross Brawn, chefe da equipe Mercedes AMG F1
Ross Brawn, chefe da equipe Mercedes AMG F1
Ross Brawn, chefe da equipe Mercedes AMG F1 na coletiva da FIA
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1
Carregar reprodutor de áudio

Ross Brawn está fora da Fórmula 1 desde que deixou a Mercedes no final de 2013, completando uma carreira de sucesso em equipes que também incluiu sucessos na Benetton, Ferrari e Brawn GP.

No ano passado, o chefe da Red Bull, Christian Horner, disse em meio às preocupações com o esporte, que alguém como Brawn seria a pessoa ideal para ajudar a melhorar as coisas na categoria.

Falando ao jornal britânico Daily Telegraph no México, Brawn disse: "foi legal ouvir Christian. É assim que gosto de me envolver no esporte."

"Eu nunca voltaria para uma equipe. Eu fiz tudo que posso em uma escuderia e estaria me repetindo."

"Com certeza, tentar ajudar a Fórmula 1 a se tornar uma categoria melhor seria atraente. Seria a única coisa que seria interessante."

"Se você me perguntar do que a F1 precisa, eu diria que precisa de um plano, um plano de três anos e um de cinco anos. Minha visão é que não temos a estrutura ideal para criar esse plano e implementá-lo a longo prazo."

Os novos proprietários da F1, a Liberty Media, estão atualmente avaliando planos para ajudar a melhorar o esporte, assim poderiam encontrar um papel para Brawn que não iria colidir com o de Bernie Ecclestone.

"Não tenho problemas com Bernie", acrescentou Brawn. "O que temos hoje é basicamente uma criação de Bernie, mas fiquei frustrado porque minha abordagem é metódica e estruturada e a dele é caótica e impulsiva."

"Se essas duas coisas se juntassem, seria uma combinação interessante. Às vezes, eu encontro essas idiossincrasias, essas abordagens divertidas."

Título de Rosberg

Brawn teve um papel importante na criação da infraestrutura da Mercedes na Fórmula 1. E com apenas três corridas restando na batalha do título deste ano, ele diz que ficaria feliz com o título de Nico Rosberg.

"Ele é muito resiliente", disse Brawn. "Muitos pilotos, após perder para Lewis [Hamilton] por alguns anos, teriam ido embora."

compartilhar
comentários
Vettel surpreende e é o mais rápido da sexta-feira no México
Artigo anterior

Vettel surpreende e é o mais rápido da sexta-feira no México

Próximo artigo

Vettel reclama de falta de aderência da pista do México

Vettel reclama de falta de aderência da pista do México
Carregar comentários