Chefe da Mercedes critica conduta de Gutierrez

Conhecido por não facilitar a vida dos líderes, piloto mexicano atrapalhou Nico Rosberg próximo ao fim do GP de Cingapura

Chefe da Mercedes critica conduta de Gutierrez
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Shareholder and Executive Director
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 and Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team
Esteban Gutierrez, Haas F1 Team VF-16

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, não gostou da atuação do mexicano Esteban Gutierrez no fim do GP de Cingapura deste domingo. Enquanto Nico Rosberg era pressionado por Daniel Ricciardo nas últimas voltas, o piloto da Haas não deixou que o líder passasse facilmente.

"Pelo menos Gutierrez fez com que fosse o mesmo para todos. Ele não deixa ninguém passar", disse Wolff referindo-se a Gutierrez.

"Honestamente, é preciso dizer que há uma corrida acontecendo entre dois caras lutando por cada décimo. Aí você tem um cara interferindo na corrida e andando pela pista – sempre o mesmo cara.”

"Nós estávamos gritando para o Charlie (Whiting, diretor de prova da F1). Felipe (Massa) saiu do caminho e Esteban (Gutierrez), que é um cara legal, continuou a andar na frente aproveitando o espaço que Felipe deixou."

Ponto de vista da Red Bull

Embora o tempo perdido atrás de Gutierrez também tenha freado a ímpeto de Ricciardo, o chefe da Red Bull, Christian Horner, não acha que isso tenha feito a diferença para o resultado final.

Ricciardo foi rápido nas últimas voltas da corrida de Cingapura depois de trocar os pneus. Ele rapidamente cortou um déficit próximo de 30 segundos e terminou a 0s4 de Rosberg.

"Nico teve um fim de semana muito forte, e foi um pouco rápido demais para nós na classificação", disse Horner. "Na corrida, tentamos tudo que podíamos. Nós tentamos uma estratégia diferente no final da corrida que nos obrigou a fazer duas paradas.”

"Enquanto Daniel fez um trabalho fantástico para chegar em Nico nas últimas voltas, eles tinham mantido uma boa margem para chegar até a bandeirada. Chegar a meio segundo da vitória depois de duas horas foi uma grande performance. Mas hoje não foi o bastante."

Quando perguntado se o tráfego custou a vitória a Ricciardo, Horner disse: "Não. Gutierrez foi pior com Nico, nós ganhamos.”

"Provavelmente custou mais a Rosberg do que a nós. E mesmo se tivéssemos parado uma volta mais cedo para trocar os pneus, eles estavam no limite, porque Daniel deu tudo deles. Isso foi o mais perto que poderíamos estar.”

compartilhar
comentários
Revista pode pagar até R$ 365 mil à família de Schumacher

Artigo anterior

Revista pode pagar até R$ 365 mil à família de Schumacher

Próximo artigo

Arrivabene defende estratégia que custou pódio a Räikkönen

Arrivabene defende estratégia que custou pódio a Räikkönen
Carregar comentários