Fórmula 1
04 set
Próximo evento em
24 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
31 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
45 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
108 dias

Chefe da Mercedes detona insinuações da Ferrari: "Mais uma bobagem"

compartilhar
comentários
Chefe da Mercedes detona insinuações da Ferrari: "Mais uma bobagem"
Por:
18 de jul de 2020 20:13

Comandante do time alemão rebateu fala de Mattia Binotto, diretor da escuderia de Maranello

Após o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto, dizer que as diretizes técnicas da FIA para os motores da Fórmula 1 afetaram todos os times do grid igualmente, o comandante da Mercedes, Toto Wolff, classificou a afirmação como uma “mais uma bobagem”.

Leia também:

A fala do austríaco vem depois de seu colega italiano afirmar, na sexta, que as normas da Federação Internacional de Automobilismo afetaram não só a Ferrari – envolvida em polêmica por suposta infração de regra de motores em 2019 –, mas todas as equipes da F1.

Segundo Wolff, ainda há muito o que se descobrir em relação à polêmica. A troca de farpas remete ao acordo ‘secreto’ firmado entre a Ferrari e o órgão regulatório do automobilismo no começo de 2020, o que causou indignação dos rivais do time vermelho. Veja abaixo:

Falando sobre a queda de rendimento do motor italiano em 2020, o chefe da Mercedes disse que é “irônico” que as unidades de potência germânicas estejam desempenhando tão bem neste ano, sugerindo que a diretriz da FIA é responsável pela queda da Ferrari.

“É mais uma besteira. Há uma regra clara sobre motores. Houve esclarecimentos em Austin, do que é permitido fazer ou não. Foram importantes, mas nada que surpreendesse, porque se você cumprir os regulamentos, ficará claro”, argumentou Wolff.

"Acho que a ironia da história é que fomos estimulados por alguns de nossos concorrentes a chegar a níveis absolutamente novos. Isso nos levou quase a um esgotamento no ano passado, para desenvolver e inovar de forma a sermos competitivos.”

"E aqui estamos, acho que demos um salto substancial no desempenho de 2019 a 2020. Porque precisávamos fazê-lo no ano passado, e isso é um pouco irônico para mim”, completou, fazendo referência ao motor de 2019 da Ferrari.

Q4: Mercedes voa, Stroll dá as caras, Ferrari avança e Red Bull regride na Hungria

Verstappen rebate Russell e manda inglês “cuidar do próprio carro”

Artigo anterior

Verstappen rebate Russell e manda inglês “cuidar do próprio carro”

Próximo artigo

F1: STF derruba impedimento à audiência sobre Autódromo do Rio

F1: STF derruba impedimento à audiência sobre Autódromo do Rio
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes Compre Agora , Scuderia Ferrari
Autor Adam Cooper