Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
15 dias

Chefe da Mercedes: "É impossível substituir Charlie Whiting"

compartilhar
comentários
Chefe da Mercedes: "É impossível substituir Charlie Whiting"
Por:
20 de mar de 2019 16:30

Toto Wolff destaca as muitas atividades de Whiting na Fórmula 1 e diz que é preciso apoiar quem quer que seja o novo diretor de provas

Chefe de equipe da Mercedes, Toto Wolff acha "impossível" que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) consiga substituir Charlie Whiting por uma única pessoa. O britânico ocupava, entre outras funções, o cargo de diretor de provas da Fórmula 1. Aos 66 anos, Whiting morreu na quinta-feira anterior ao Grande Prêmio da Austrália, chocando a comunidade dos esportes a motor e obrigando a FIA a colocar em prática um plano de emergência em Melbourne.

Enquanto o órgão regulador do automobilismo tenta finalizar um plano para substituir Whiting a longo prazo, Wolff diz que os chefes da F1 estão se dando conta do quão difícil será cobrir tudo o que o britânico fazia. "É impossível preencher o que ele fazia. Tive uma conversa com Ross Brawn no caminho para a foto dos pilotos e o minuto de silêncio, e ele disse que tinham acabado de descobrir quanta falta Charlie estava fazendo”.

Leia também:


"Isso inclui trivialidades como câmeras em posições perigosas, por exemplo. Isso é o que Ross mencionou para mim. Um monte de tarefas que não tinham nenhuma conexão com o cargo de diretor de prova. Certamente há decisões difíceis a serem tomadas, e acho que é impossível substituir Charlie. Mas precisamos apoiar quem quer que assuma esse trabalho", disse Wolff.

Para substituir Whiting no GP da Austrália, a FIA chamou o experiente Michael Masi, que seria o diretor de prova F2 e F3 este ano. Não está claro se ele continuará no cargo a curto prazo, ou se o órgão governamental procurará alguém. Presidente da FIA, Jean Todt disse que o órgão iria “trabalhar muito de perto com as equipes de F1” para pensar no caso. "Nossa equipe em Genebra está tentando ver o que vamos implementar para o futuro", disse Todt.

Charlie Whiting, Race Director, FIA, speaks at the Thursday FIA Press Conference

Charlie Whiting, Race Director, FIA, speaks at the Thursday FIA Press Conference

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

Próximo artigo
Namorada de Kvyat, Kelly Piquet anuncia gravidez por redes sociais

Artigo anterior

Namorada de Kvyat, Kelly Piquet anuncia gravidez por redes sociais

Próximo artigo

Conheça o poliglota e metaleiro Daniil Kvyat, pai do neto de Nelson Piquet

Conheça o poliglota e metaleiro Daniil Kvyat, pai do neto de Nelson Piquet
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble