Davidson crê que F1 dê tiro no pé ao falar mal de si mesma

Atualmente no WEC, piloto britânico diz que Fórmula 1 com baixa popularidade é ruim para todo o esporte a motor

Davidson crê que F1 dê tiro no pé ao falar mal de si mesma
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H leads at the start of the race
Anthony Davidson
The drivers start of season group photograph
Anthony Davidson, apresentador da Sky Sports F1, e Johnny Herbert, apresentador da Sky Sports F1, debaixo de guarda-chuvas no paddock
Anthony Davidson, apresentador da Sky Sports F1
Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16 with a puncture at the start of the race
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H leads at the start of the race

Para Anthony Davidson, toda a comunidade do esporte a motor precisa que a Fórmula 1 seja um sucesso, por isso ele alerta que má publicidade possa ser muito ruim para o esporte. Segundo o piloto da Toyota e comentarista da Sky Sports britânica, a F1 pode aprender com o WEC.

"A F1 tem muita publicidade negativa, mas os carros ainda são fenomenais", disse Davidson ao Motorsport.com. "Eles atraem muita gente, não importa onde você vá no mundo.”

"Mesmo em um lugar como Bahrain, por exemplo. Você sempre tem gente nas arquibancadas. É um grande show, não me interpretem mal. É um grande show e é um grande negócio.”

"Temos um grande campeonato no WEC, há uma atmosfera harmoniosa. Temos muita positividade. Nunca houve uma má palavra dita de alguém sobre o WEC. Isso é algo que talvez a F1 possa aprender.”

"Porque às vezes eles atiram no próprio pé com coisas ruins que são ditas sobre o campeonato. Mas isso no fim das contas é grande. É a maior categoria do automobilismo no mundo, isso é um fato.”

Mudança na classificação desnecessária

Davidson disse que a Fórmula 1 não precisava mudar seu sistema de classificação, e admite a versão de “mata-mata” utilizada na Austrália não fez diferença.

"Será que o novo formato de classificação resultou em algo previsível ou realmente fez o grid ficar diferente? Provavelmente não alterou. Será que ele vai fazer as corridas ainda melhores? Não.”

"Então, por que mudar? Se isso fizesse ter mais disputas aos domingos, seria bom. Mas isso não aconteceu.”

"Um piloto de grande nome sair no Q1 nós já vimos antes. Isso não acrescenta nada."

compartilhar
comentários
Equipes de F1 enfrentam atraso nos projetos para 2017
Artigo anterior

Equipes de F1 enfrentam atraso nos projetos para 2017

Próximo artigo

Chefe da Williams vê equipes com influência exagerada na F1

Chefe da Williams vê equipes com influência exagerada na F1
Carregar comentários