Últimas notícias

Duas equipes estão perto de receber sinal verde pra entrar na F1, diz Schmidt

Entretanto, ingresso de novos times depende de arranjo político entre categoria, FIA e atuais escuderias; entenda

Lando Norris, McLaren MCL60, m , Oscar Piastri, McLaren MCL60, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, the rest of the field at the start

Segundo o jornalista alemão Michael Schmidt, em comentário no vídeocast da Auto Motor und Sport, a Andretti-Cadillac e a Hitech Grand Prix estão perto de receber 'sinal verde' da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para entrar na Fórmula 1 a partir da temporada 2025.

O editor recomenda:

Entretanto, apesar do apoio do presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem, para ingressar na categoria máxima do automobilismo, as duas equipes enfrentam resistência da Liberty Media, dona da F1, através do CEO Stefano Domenicali, e também da maioria dos times que já estão no grid.

Uma rara exceção é a McLaren, cujo CEO Zak Brown é vocalmente favorável à entrada da Andretti em parceria com a General Motors (GM) via Cadillac na elite global do esporte a motor --  porém, não se sabe a posição do dirigente norte-americano em relação à Hitech.

O que está por trás da resistência das atuais escuderias do Mundial seria o dinheiro: com a entrada de mais uma equipe na F1, o dinheiro de premiação teria que ser mais distribuído, de modo que cada time receberia um valor menor do que hoje em dia.

É por isso que se fala de uma taxa de entrada de 200 milhões de dólares, cerca de 960 milhões de reais, para quaisquer escuderias que desejem entrar na categoria, conforme convencionado pelas atuais equipes quando da assinatura do último Pacto de Concórdia da F1, há dois anos.

Agora, porém, os 'cartolas' gostariam de triplicar o valor dessa taxa, a exemplo do que foi cobrado na liga norte-americana de hóquei (NHL) para o aceite a uma nova franquia. Mas, no caso de Andretti-Cadillac e Hitech, não se sabe se o triplo do valor acordo há dois anos pode ser cobrado.

Em meio à indecisão supracitada, Domenicali terá de fazer articulações políticas entre Sulayem e a maioria dos times atuais da F1, contrários às novas escuderias. Com isso, a Liberty deve ficar exposta: e em breve, uma vez que uma confirmação, seja pró-novas equipes ou não, deve sair no fim do mês. “Parece que Andretti/Hitech receberão o selo de aprovação da FIA. Ambas deverão estar em posição de entrar na F1", reportou Schmidt.

Ricciardo de volta à F1 e de Vries demitido! Red Bull injusta? O que será de Pérez?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate impacto do 'ressurgimento' da McLaren na F1 2023

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior RETA FINAL: A volta de Ricciardo, Red Bull atualizada, equipes novas e Aston em xeque
Próximo artigo F1: Vasseur fala sobre interesse da Ferrari em Albon para vaga de Sainz
Assinar