Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
52 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
59 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
73 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
87 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
101 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
108 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
122 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
136 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
143 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
164 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
178 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
192 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
220 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
227 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
241 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
248 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
262 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
276 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
283 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
297 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
311 dias

Ericsson: Raikkonen na Sauber em 2019 foi “má notícia”

compartilhar
comentários
Ericsson: Raikkonen na Sauber em 2019 foi “má notícia”
Por:
Traduzido por: Daniel Betting
27 de set de 2018 14:37

Marcus Ericsson disse que retorno de Kimi Raikkonen foi "má notícia" para suas próprias esperanças de correr na Fórmula 1 na próxima temporada

A Sauber vai apresentar uma nova formação na próxima temporada, depois de confirmar o italiano Antonio Giovinazzi como parceiro de Kimi Raikkonen, com Ericsson assumindo o papel de terceiro piloto.

Raikkonen foi anunciado antes do GP de Singapura e Ericsson, que perdeu sua vaga de piloto titular após o anúncio da contratação de Giovinazzi, disse que isso era um sinal de que suas próprias esperanças haviam diminuído.

"Quando Kimi assinou, acho que foi uma má notícia para mim", disse Ericsson.

"Eu ainda tinha esperanças. No final de semana passado eu recebi a informação de que Antonio havia assinado para o outro carro.”

"Eu e meus agentes estávamos olhando em volta, mas decidimos continuar com a Sauber e com o relacionamento lá, o que achamos importante."

Leia também:

O Ericsson está em 18º no campeonato com seis pontos, nove a menos que seu companheiro de equipe e piloto da Ferrari em 2019, Charles Leclerc.

Ele largou em 91 GPs, 16 com a Caterham e o resto com a Sauber e tem como seu melhor resultado um oitavo lugar.

Ericsson poderia tentar um assento na Williams, que ainda não confirmou nenhum de seus pilotos de 2019 e se beneficiaria do apoio do sueco.

No entanto, os laços de Ericsson com os proprietários da Sauber tornam a permanência na equipe suíça como uma escolha lógica, já que ele está visando um retorno ao grid em 2020.

"Meu objetivo ainda é voltar para a F1", disse. "Para 2019 isso não vai acontecer, mas esperamos que depois disso haja possibilidades de voltar."

Ericsson sugeriu imediatamente após a notícia de que ele procuraria combinar seu papel de piloto reserva com uma temporada em outra categoria, para evitar ficar totalmente ausente das corridas.

Ele disse que ainda não explorou isso corretamente.

"É obviamente decepcionante não correr, é tudo o que você quer fazer. Não foi uma boa notícia para mim.”

"Fico feliz em poder continuar meu relacionamento com a equipe, mas ainda quero correr.”

"Eu estou olhando para diferentes opções, para de alguma forma continuar fazendo isso, em qual categoria e o que poderia ser. Ainda é um pouco cedo, esta notícia é muito nova. Eu preciso olhar para as minhas opções."

Próximo artigo
F1 só fará 3 GPs seguidos de novo se for fora da Europa

Artigo anterior

F1 só fará 3 GPs seguidos de novo se for fora da Europa

Próximo artigo

F1 confirma festival nas ruas de Miami para outubro

F1 confirma festival nas ruas de Miami para outubro
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Marcus Ericsson
Equipes Sauber
Autor Scott Mitchell