F1: 'Acamado' por Covid-19, Hamilton diz que ainda não se sente 100%

Britânico cita incômodo nos pulmões, mas que está confortável para correr; piloto ficou de fora do GP de Sakhir na última semana

F1: 'Acamado' por Covid-19, Hamilton diz que ainda não se sente 100%
Carregar reprodutor de áudio

Lewis Hamilton diz que não se sente "100%" ao retornar à ação da Fórmula 1 em Abu Dhabi, depois de ser "acamado" pelo COVID-19 na semana passada.

O heptacampeão mundial foi forçado a se ausentar do GP de Sakhir no domingo passado, depois de testar positivo para o COVID-19, mas se recuperou do vírus a tempo de retornar para os treinos de  sexta-feira.

Leia também:

O piloto da Mercedes se classificou em terceiro para o final da temporada no Circuito Yas Marina, atrás de Max Verstappen da Red Bull e seu companheiro de equipe Valtteri Bottas.

Hamilton se disse “grato por estar de volta” ao carro W11, mas que “não estava 100%”.

“Eu realmente posso sentir por aqueles que sofreram com isso, aqueles que perderam alguns com isso, e posso entender porque é um vírus desagradável”, disse Hamilton. "Eu não estou 100%. Ainda tenho alguma sensação dentro dos meus pulmões. No entanto, normalmente eu pilotaria mesmo se um dos meus braços estivesse pendurado. Isso é o que fazemos como pilotos de corrida. Felizmente, esse não é o caso", completou.

“Definitivamente não será a mais fácil das corridas, fisicamente, mas vou administrar e dar absolutamente tudo o que tenho.”

Hamilton foi forçado a completar 10 dias de isolamento no Bahrein depois após um teste positivo e disse que ficou “preso à cama” durante a maior parte da semana. Ele explicou como sentia falta de energia em relação ao normal e revelou que havia perdido peso por causa do vírus.

“É a energia geral”, disse Hamilton. “Um dos sintomas é que realmente esgota você. Estou tentando dormir o máximo que posso, mas recarregar não é tão fácil como talvez fosse normalmente no passado, além disso, [perdi] uma boa quantidade de peso, apenas naquela semana.

“Como eu disse, não estou [me sentindo] 100% igual a da última vez que corri, mas isso não vai me impedir de sair e dar tudo de mim amanhã."

Hamilton perdeu a pole position por 0,086 segundos, e sentiu que o assoalho de seu carro danificou após passar no meio-fio da Curva 20 no Q1. No entanto, isto não foi suficiente para mudar o resultado.

"É a primeira vez que fui lá durante todo o fim de semana, então apenas alguns danos ao assoalho. Não acho que se não tivesse sido danificado, eu teria conseguido a pole. Tenho certeza de que não atrapalha, mas mesmo assim os caras fizeram um ótimo trabalho ao tentar consertar. Eles vão completar o trabalho durante a noite. "

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 2020: Assista ao debate sobre o treino classificatório para o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1

PODCAST: 'Show' de Russell pode gerar problema para Mercedes?

 

compartilhar
comentários
Wolff explica mensagem de encorajamento a Bottas durante classificação
Artigo anterior

Wolff explica mensagem de encorajamento a Bottas durante classificação

Próximo artigo

Fittipaldi: "Poderíamos ter melhorado a classificação um pouco mais"

Fittipaldi: "Poderíamos ter melhorado a classificação um pouco mais"