F1 admite que atual domínio de Verstappen é “um desafio” para categoria

Greg Maffei, CEO da Liberty Media, também celebra sucesso da categoria nas redes sociais

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

O CEO da Liberty Media, Greg Maffei, admitiu que o atual domínio de Max Verstappen na Fórmula 1 é um “desafio” à medida que o esporte tenta sustentar o crescimento do público e o interesse dos fãs.

Em Monza, no fim de semana passado, Verstappen estabeleceu um novo recorde com sua décima vitória consecutiva, enquanto entre eles, o holandês e seu companheiro de equipe na Red Bull, Sergio Pérez, venceram todas as corridas realizadas até agora em 2023.

Leia também:

Maffei, cuja empresa é dona da F1, disse que o CEO da categoria, Stefano Domenicali, está tentando se concentrar no fato de que Verstappen está fazendo história à medida que amplia seu recorde, e isso por si só vale a pena assistir.

"O meio de grid é bastante interessante e podemos mostrar estatisticamente que há mais ultrapassagens do que jamais ocorreram", disse Maffei em evento organizado pela empresa de investimentos Goldman Sachs.

“O desafio obviamente é que Max Verstappen está tendo um ano inacreditável, ou um ano de recorde.

“Stefano Domenicali está, com razão, tentando dizer: 'Venha assistir a este evento histórico, você nunca viu um sucesso como este, não vai querer perdê-lo'. Veremos se isso funciona."

Maffei, brincando, referiu-se aos eventos infames da patinação no gelo em 1994, quando Tonya Harding foi acusada de envolvimento em um ataque à rival Nancy Kerrigan com a intenção de prejudicar as chances desta última nos Jogos Olímpicos.

A história foi contada no filme ‘Eu, Tonya’ de 2017, estrelado por Margot Robbie.

“A realidade é que temos um produto competitivo muito atraente, além do fato de Max ser muito rápido”, disse Maffei. “Além de quebrar a perna, como Tonya Harding, não tenho certeza do que podemos fazer!”

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Photo by: Erik Junius

"Mas ele é um fenômeno. Ele está pilotando o que parece ser o carro mais rápido e está muito bem. Se você olhar para as linhas que ele está seguindo, quão agressivas essas linhas são, mas quão bem ele é capaz de navegá-las. É realmente impressionante. E você pode ver estatisticamente por que ele é mais rápido do que qualquer outra pessoa."

Maffei reconheceu que a audiência da TV não é a única medida de interesse na F1.

“Acho que você precisa analisar o interesse geral no esporte”, disse ele. “A audiência é um pouco difícil.

“Tivemos muitos sucessos neste ano, acho que três das quatro corridas de maior sucesso aqui dos Estados Unidos foram todas este ano em termos de audiência, e nossa audiência média aumenta ano após ano.

“Mas, mesmo assim, pode haver uma circunstância específica, como no ano passado Miami estava sozinha, [como evento na cidade] e este ano teve a companhia de um jogo do Miami Heat nos playoffs da NBA.

“Se você considerar a totalidade do interesse medido pelo crescimento, não apenas na TV linear, mas no quanto crescemos no Instagram, nas visualizações do YouTube, nas visualizações do TikTok, a quantidade de interesse no esporte apenas catapultou mais, muito mais que dois dígitos. Portanto, estou convencido de que nossa demanda é muito alta."

Massa detalha judicialização da F1 2008 ao Motorsport.com

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Motorsport.com debate Ferrari pós-Monza, futuro de Sainz e possibilidade de Palou na F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Alonso 'abre o jogo' sobre 'divórcio' com Alpine e ida para Aston Martin
Próximo artigo F1: Rosberg insinua que venceria Verstappen na mesma equipe

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil